Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Notícias de Ciência e Tecnologia

Martin Cooper, inventor do telemóvel: “Não gosto de robôs. Se não tivermos cuidado, em breve os robôs seremos nós”

Logótipo de ExpressoExpresso 11/10/2017 Isabel Paulo, Lucília Monteiro

Em Aveiro, nas comemorações dos 25 anos do Instituto de Telecomunicações, o norte-americano Martin Cooper recorda a longínqua data de 3 de abril de 1973, o dia em que fez a primeira ligação de um telefone sem fios.

Cooper já perdeu a conta às vezes em que contou a história do primeiro telefonema de um aparelho móvel do meio da 6ª Avenida, em Nova Iorque, mas não disfarça o prazer de a repetir. “Não, nunca esqueço esse dia”, diz, não só por perceber já então que acabava de criar uma invenção que iria mudar a vida das pessoas, mas também pelo gozo de esmagar a rival AT&T, a empresa tecnológica que inventara o telefone de automóvel.

Martin Cooper, inventor do telemóvel: “Não gosto de robôs. Se não tivermos cuidado, em breve os robôs seremos nós” © Expresso Martin Cooper, inventor do telemóvel: “Não gosto de robôs. Se não tivermos cuidado, em breve os robôs seremos nós”

Para continuar a ler o artigo, cliqueAQUI

(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOSe android- para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

AdChoices
AdChoices

Mais do Expresso

image beaconimage beaconimage beacon