Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Edição portuguesa de Medo, livro polémico de Trump, a caminho de Portugal

Logótipo de Magazine.HD Magazine.HD 12/09/2018 Luis Telles do Amaral

Medo © Fornecido por MHD Medo

Após uma vigorosa corrida editorial, a Dom Quixote conquistou os direitos de "Medo", o livro que exporá a presidência de Donald Trump dentro da própria Casa Branca.

Bob Woodward batizou o seu novo livro de "Medo - Trump na Casa Branca" ("Fear" em inglês), a palavra que Donald Trump outrora dirigiu ao jornalista quando este lhe pediu que descrevesse o que era "poder real". Para além deste nome, o autor tinha outras possibilidades no bolso, desde "Crazytown" (uma citação atribuída ao chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly) e ainda a frase "Zoo Without Walls" (utilizada pelo antecessor de Kelly, Reince Priebus, para descrever o governo de Trump). Embora difiram nas letras, todos os nomes pressagiam a mesma conclusão — o retrato pintado por Woodward de uma Casa Branca no caos, liderada por um presidente errático e que pode resultar em algo catastrófico.

O livro, publicado esta terça-feira pela editora americana Simon e Schuster, já captou a atenção do presidente, que eloquentemente o comentou:

O livro de Woodward é uma piada - apenas mais uma afronta contra mim, numa série de ataques, usando fontes anónimas e anónimas. Muitos já se apresentaram para dizer que as citações deles, tal como o livro, são ficção.

De facto, Kelly negou ter apelidado Trump de "idiota". De modo semelhante, o secretário da Defesa, Jim Mattis, também refutou o relato de, após uma reunião particularmente contenciosa do Conselho de Segurança Nacional, ter dito que o presidente tinha a mentalidade de "um aluno de quinto ou sexto ano". Woodward denominou as declarações destes dois políticos como não convincentes, contradizendo:

Esta é apenas a máquina de negação de Washington (uma fórmula muito conhecida para salvaguardar os seus empregos e preservar as suas relações com os superiores). Eu penso que as pessoas o entendem.

Curiosamente, há uma certa simetria na carreira de Woodward. Ele alcançou a fama aos 29 anos, quebrando as primeiras histórias cruciais sobre a invasão de Watergate com o colega do Washington Post, Carl Bernstein. Posteriormente, o escândalo obrigou o presidente Richard Nixon a renunciar o cargo. Agora, com 75 anos, Woodward procura outro presidente em apuros, e com a atual administração tumultuosa enquanto se aguarda o avançar da investigação sobre a interferência da Rússia na eleição de 2016, Donald Trump parece o próximo candidato.

Para este caso, Woodward encontrou-se a reviver as táticas de reportagem que implantou no início da sua carreira, antes de ser o mais famoso repórter de investigação do país e autor de 19 obras conceituadas. Agora, a Dom Quixote é a responsável da publicação de "Medo - Trump na Casa Branca" em Portugal, em novembro nas livrarias nacionais.

Já conheces algum dos livros de Bob Woodward? O que pensas do seu trabalho?


Veja também: Este é o segredo das misteriosas auroras boreais

A SEGUIR
A SEGUIR

AdChoices
AdChoices

Mais de Magazine.HD

Magazine.HD
Magazine.HD
image beaconimage beaconimage beacon