Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Angioplastia coronária: lançado procedimento pioneiro nos hospital de Coimbra

Logótipo de SIC Notícias SIC Notícias há 3 dias Lusa

Intervenção de alto risco pode ser realizada com mais segurança agora.

© CHRISTOPH BURGSTEDT/SCIENCE PHOT

O Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) realizou uma angioplastia coronária de alto risco sob suporte do dispositivo iVac 2L, que constituiu um procedimento pioneiro a nível nacional, foi esta sexta-feira anunciado.

"Trata-se de um dispositivo que temos à nossa disposição e que permite, através da angioplastia coronária (desobstrução de vasos sanguíneos), que é um procedimento que se faz há várias décadas, tratar doentes complexos, que até agora eram arriscados de tratar", disse hoje, à agência Lusa, o diretor do Serviço de Cardiologia do CHUC, Lino Gonçalves.

Segundo o médico, a angioplastia coronária era difícil de tratar devido ao estado de fragilidade dos doentes, com perda de contração devido à doença coronária.

O dispositivo de assistência ventricular mecânica permite "fazer essa intervenção com mais segurança para o doente", acrescentou.

O iVac 2L é um cateter de lúmen simples, que permite a circulação do fluxo sanguíneo de modo bidirecional e conta com uma válvula mecânica que abre e fecha para direcionar o fluxo.

A equipa que procedeu à intervenção pioneira, realizada no dia 27 de julho, foi constituída pelos cardiologistas Marco Costa (Coordenador da Unidade de Intervenção Cardiovascular do Serviço de Cardiologia) e Luís Leite, pelos técnicos Susana Margalho e Fernando Arede e pelo enfermeiro Filipe Correia.

AdChoices
AdChoices

Mais de SIC Notícias

image beaconimage beaconimage beacon