Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Eleições em Itália: Ministério do Interior corrige resultados, o velho Bossi foi de novo eleito

Logótipo de Expresso Expresso 28/09/2022 Manuela Goucha Soares

A última contagem de votos indica que o fundador da Liga do Norte, Umberto Bossi, continua no Parlamento. O Partido Democrata perde um lugar na região da Calábria para o Movimento 5 Estrelas e recupera outro no Lácio. A lista final de deputados eleitos ainda não está fechada

Umberto Bossi, fundador da Liga Lombarda, antepassada da atual Liga chefiada por Matteo Salvini © Antonio Masiello/Getty Images Umberto Bossi, fundador da Liga Lombarda, antepassada da atual Liga chefiada por Matteo Salvini

Até (quase) meio da tarde desta quarta-feira, Umberto Bossi não tinha sido eleito para a Câmara de Deputados nas legislativas deste domingo. A não eleição do político de 80 anos, deputado nos últimos 35, nacionalista de direita, fundador da Liga Lombarda, que foi um dos movimentos fundadores da Liga do Norte era — até agora — a melhor imagem do trambolhão eleitoral do partido liderado por Matteo Salvini.

A reviravolta surgiu esta quarta-feira. O Ministério do Interior de Itália confirmou a eleição de Bossi pela região da Lombardia, no Norte de Itália.

Os dados ainda não são definitivos, o que significa que ainda podem ser alterados. Nada que não aconteça noutros países, em que o apuramento final demora alguns dias, até serem contados os votos por correspondência dos cidadãos italianos residentes no estrangeiro.

As contagens e recontagens ainda podem ser afinadas e será preciso aguardar pela confirmação final do Viminale. Este é o nome por que é conhecido o Ministério do Interior em Itália, por ser o do edifício onde funciona, assim como em Portugal o Ministério dos Negócios Estrangeiros é muitas vezes designado como Palácio das Necessidades, onde tem sede.

A confirmação da eleição de Bossi animou os militantes da Liga, que estavam prestes a inicar o luto pelo fim de uma era dourada para o partido nacionalista de direita. Ultrapassado pelos Irmãos de Itália, é, com a Força Itália de Silvio Berlusconi, parceiro menor na aliança chefiada por Giorgia Meloni, provável futura primeira-ministra.

Com Bossi no Parlamento ou sem ele, a liderança de Salvini, que protagoniza estes maus resultados eleitorais, está a ser contestada. Roberto Maroni, dirigente da Liga, veio a terreiro: “Está hora de termos um novo secretário-geral”.

Outros possíveis eleitos

Segundo a última contagem do Ministério do Interior, Giulio Centemero, tesoureiro da Liga, também foi eleito na Lombardia. O Partido Democrata perde um lugar na Calábria (sul) para o Movimento 5 Estrelas, e ganha um lugar no Lácio (região de Roma).

AdChoices
AdChoices

Mais do Expresso

image beaconimage beaconimage beacon