Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Há casos positivos de covid-19 entre os passageiros do voo de repatriamento de Moçambique

Logótipo de Expresso Expresso 05/12/2021 Marta Gonçalves

Ainda se desconhece se algum dos casos positivos diz respeito à variante Ómicron

© NUNO BOTELHO

Há casos positivos de covid-19 entre os passageiros do voo de repatriamento de Moçambique que chegou este sábado a Lisboa. A informação foi confirmada ao Expresso pela secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes. No entanto, para já não é possível avançar com um número certo ou saber se se trata de infeções da nova variante, a Ómicron.

Este sábado, 282 passageiros portugueses chegaram ao final da tarde num voo de repatriamento de Maputo, Moçambique. Viajaram com teste negativo feito no país de origem mas alguns foram surpreendidos por terem de realizar outro teste à chegada e por terem de o pagar. A exigência provocou confusão no aeroporto, provocando uma longa fila de espera.

Esta medida de testagem à partida e à chegada está prevista num despacho assinado pelo Governo a 27 de novembro e que abrange sete países da África Austral – o primeiro alerta de deteção da variante Ómicron da covid-19 foi feito por cientistas da África do Sul -, dos quais só Moçambique tem voos diretos para Portugal.

Os próximos voos de Moçambique para Lisboa estão previstos para os dias 6 (esta segunda-feira), 9 e 11, sendo que a organização da testagem está a ser ponderada em conjunto com outras áreas do Governo e com a ANA Aeroportos. A partir de segunda-feira, o INEM vai estar no aeroporto de Lisboa para fazer os testes à covid-19.

AdChoices
AdChoices

Mais do Expresso

image beaconimage beaconimage beacon