Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Greve dos motoristas de matérias perigosas desconvocada

O Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosas desconvocou a greve em vigor desde dia 12. Depois de um plenário que durou cerca de três horas, os motoristas acederam ao apelo do governo português e decidiram por fim à paralisação para voltar à mesa de negociações. Um aumento do subsídio de operações, fixado em 125 euros com os restantes sindicatos, estava a impedir a chegada a acordo. Para os motoristas de matérias perigosas o risco inerente à profissão justifica mais 40% no aumento da compensação. Na prática, 50 euros dividiram motoristas e patrões, que por agora põem fim ao braço-de-ferro. Mas o sindicato deixa o aviso, caso não haja resposta às reivindicações na próxima terça-feira, uma nova greve, às horas extraordinárias, terá início.
image beaconimage beaconimage beacon