Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Covid-19: DGS nega redução de testes a contactos de alto risco

Logótipo de Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto há 3 dias Notícias ao Minuto

Direção-Geral da Saúde garante que autoridades de saúde "continuam firmemente empenhadas na aplicação da estratégia de 'testar, testar, testar'".

Direção-Geral da Saúde garante que autoridades de saúde "continuam firmemente empenhadas na aplicação da estratégia de 'testar, testar, testar'". © Getty Images Direção-Geral da Saúde garante que autoridades de saúde "continuam firmemente empenhadas na aplicação da estratégia de 'testar, testar, testar'".

A Direção-Geral da Saúde (DGS) garantiu, este sábado, que não vai reduzir "a realização de testes a contactos de casos do novo coronavírus confirmados". A informação surge na sequência de uma notícia do Expresso, que ditava a diminuição de testes a contactos de alto risco.

Num comunicado enviado às redações, a autoridade de saúde reafirma que "não estão a ser violadas quaisquer indicações da Organização Mundial de Saúde", ao contrário do que afirmou a Ordem dos Médicos, citada pelo semanário, e que "as autoridades de saúde portuguesas continuam firmemente empenhadas na aplicação da estratégia de 'testar, testar, testar'".

Esta medida, aponta o comunicado, "já conduziu à realização em Portugal de mais de 1,6 milhões de testes laboratoriais para SARS-CoV-2, tendo a percentagem de testes positivos vindo a diminuir de forma consistente ao longo das últimas semanas".

A norma - sobre o rastreio de contactos, publicada no dia 24 de julho - "nada altera a este respeito", frisa a DGS, recordando que "está em curso a duplicação da capacidade de testagem do SNS (de cerca de 12 mil testes por dia para cerca de 24 mil só na rede pública)".

O semanário Expresso avança que a nova norma "limita as análises a casos secundários a situações de surto, aglomerados ou coabitantes", o que "vai fazer reduzir o número de novas infeções, dando uma imagem menos catastrofista do país, e poupar testes para o inverno". 

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas 2019 para Imprensa Online. Descarregue a nossa App gratuita para iOS e Android


Mais em MSN Portugal

Venezuela


(SIC NOTÍCIAS)

AdChoices
AdChoices

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon