Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Health & Fitness - Top Stories - Notícias de Saúde e Bem-estar

Atenção, não confunda sintomas de meningite com ressaca. O que deve saber

Logótipo de Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto 06/12/2018 Liliana Lopes Monteiro
O alerta surge após um jovem de 18 anos ter morrido no Reino Unido, vítima de uma nova estirpe de meningite e ter sido inicial e erradamente diagnosticado de estar a sofrer uma overdose.: Atenção, não confunda sintomas de meningite com ressaca. O que deve saber © iStock Atenção, não confunda sintomas de meningite com ressaca. O que deve saber

Os médicos podem não estar propensos a detetar os sintomas de uma nova e mortal estirpe de meningite, sobretudo entre a população mais jovem, avisam os especialistas.

O alerta surge após a divulgação de um comunicado por parte do Serviço Nacional de Saúde Britânico (NHS) e que avisa que a população adolescente e de jovens adultos com a patologia poderá estar a ser confundida como simplesmente estando a sofrer de uma intoxicação alcoólica, de uma ressaca ou com uma overdose.

A doença meningocócica, que por sua vez pode causar meningite ou septicemia/sepsis – é notória pela súbita instalação e progressão no organismo humano, até condições potencialmente fatais e provocando muitas vezes a morte dos afligidos.

Infelizmente, a patologia muitas vezes mímica outras doenças, tais como a gripe, intoxicação alimentar, uso de drogas recreativas ou o consumo excessivo de álcool, e daí ser tantas vezes difícil diagnosticar atempadamente a doença meningocócica.

Vinny Smith, diretor da Fundação para a Pesquisa da Meningite (MRF), disse em declarações ao The Sun: “Trata-se de uma tragédia quando uma pessoa jovem morre de uma doença que não não foi rápida e corretamente diagnosticada e cujo tratamento a poderia ter salvo”.

“Os pacientes seriamente doentes com doença meningocócica podem ficar facilmente confusos e delirantes e é comum ouvirmos histórias de pessoas jovens cujos médicos inicialmente creem que se encontram sob a influência de drogas ou álcool, quando de facto necessitam de atenção médica urgente para que o seu organismo consiga combater esta infeção tantas vezes fatal”.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor. Descarregue a nossa App gratuita para iPhone, iPad e Android

iOS e Android
AdChoices
AdChoices

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon