Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Notícias de Saúde e Bem-estar

Café e desidratação. A teoria que deve começar a levar a sério

Logótipo de Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto há 5 dias Daniela Costa Teixeira
O consumo de café tem sido desaconselhado a pessoas que estão com diarreia ou com sinais de desidratação. Mas será a opção mais correta?: Café e desidratação. A teoria que deve começar a levar a sério © iStock Café e desidratação. A teoria que deve começar a levar a sério

O café é uma das bebidas mais apreciadas em todo o mundo e das mais poderosas para a saúde, sendo múltiplos e duradouros os seus benefícios. Contudo, o café é também uma das bebidas que mais é alvo de mitos e teorias, algumas delas que se prolongam por anos e condicionam o seu consumo.

Uma dessas teorias diz de que não se deve beber café quando se está com diarreia ou quando está muito calor, sob a pena da bebida promover uma maior desidratação.

Ora, o café é, de facto, um alimento diurético (se bem que fraco), mas está longe de conseguir provocar ou agravar uma desidratação.

Quem o diz é Ben Desbrow, professor da Universidade de Griffith, que, num artigo assinado no site The Conversation, começa por explicar que urinar não conduz inevitavelmente à desidratação – condição que dá nome à perda excessiva de água corporal.

Recorrendo às conclusões de estudos feitos sobre o tema, o especialista mostra que o consumo de cafeína não promove desidratação e nem tão pouco altera a produção e cor da urina, podendo, claro, o efeito da bebida mudar de pessoa para pessoa e ficar condicionado por outros fatores, como condição de saúde ou quantidade ingerida.

Contudo, e mais uma vez, destaca que a cafeína não é assim tão diurética como as pessoas pensam e nem sequer consta no Índice de Hidratação de Bebidas, uma lista criada recentemente e que revela quais os alimentos que mais interferem com os valores de água corporal.

Para o especialista, as bebidas com cafeína (como o chá e café) são sempre uma melhor opção do que as bebidas açucaradas, pois as implicações destas últimas na saúde são bem piores.

O melhor do MSN em qualquer dispositivo


AdChoices
AdChoices

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon