Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Health & Fitness - Top Stories - Notícias de Saúde e Bem-estar

O que sempre quis saber: Afinal como se apanham piolhos?

Logótipo de Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto 10/07/2018 Liliana Lopes Monteiro
Quase todas as crianças já sofreram ou vão sofrer com estes seres, e potencialmente os adultos que as rodeiam...: O que sempre quis saber: Afinal como se apanham piolhos? © iStock O que sempre quis saber: Afinal como se apanham piolhos?

Os piolhos são insetos minúsculos que gostam de viver no couro cabeludo humano.

Mas afinal como apanhamos a chamada pediculose da cabeça – ou os infames piolhos?

De acordo com a dermatologista britânica Tess McPherson, em declarações à publicação BBC News: “Tudo depende da intensidade de contato capilar entre duas pessoas”.

“Nas crianças, esse tipo de contato é maior. Ter cabelo comprido também é outro fator de risco, especialmente se não estiver apanhado", explica.

Por isso, segundo a especialista, as crianças estão mais propensas a apanharem piolhos do que indivíduos de outras idades.

McPherson, salienta ainda que morar com muitos indivíduos também aumenta o risco de contrair aqueles insetos.

E mais ainda, entre os adolescentes, o uso de smartphones também facilita a transmissão da doença. E surpreendentemente os telefones não são os vilões! Mas sim as selfies coletivas, que duplicam o risco de contágio de piolhos.

Aqueles insetos instalam-se e prendem-se ao cabelo com as suas garras, onde põe ovos. Mas como não saltam ou voam, esses insetos necessitam de contato capilar para encontrarem novas vítimas.

Sendo assim, segundo McPherson, que alerta, podemos infetar outras pessoas antes mesmo de saber que estamos infetados...

"Não apresentamos os sintomas imediatamente porque sofremos uma reação alérgica ao piolho, motivo pelo qual pode levar algumas semanas para que a primeira infestação se manifeste”, afirma.

McPherson acrescenta ainda que felizmente os temidos piolhos só conseguem sobreviver fora do couro cabeludo por curtos períodos de tempo.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor. Descarregue a nossa App gratuita para iPhone, iPad e Android

iOS e Android

AdChoices
AdChoices

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon