Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Health & Fitness - Top Stories - Notícias de Saúde e Bem-estar

Sete sintomas de doenças mentais que pode ter sem se aperceber.

Logótipo de Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto 11/07/2019 Liliana Lopes Monteiro
De acordo com a Sociedade Portuguesa Psiquiatria Saúde Mental (SPPSM), 12% das doenças em todo o mundo são do foro mental, valor que sobe para os 23% nos países desenvolvidos. © iStock De acordo com a Sociedade Portuguesa Psiquiatria Saúde Mental (SPPSM), 12% das doenças em todo o mundo são do foro mental, valor que sobe para os 23% nos países desenvolvidos.

As perturbações por depressão são a terceira causa de carga global de doença (primeira nos países desenvolvidos), estando previsto que passem a ser a primeira causa a nível mundial em 2030, com agravamento provável das taxas correlatas de suicídio e parasuicídio. 

Cinco das dez principais causas de incapacidade e de dependência psicossocial são doenças neuropsiquiátricas: depressão (11,8%), problemas ligados ao álcool (3,3%), esquizofrenia (2,8%), perturbação bipolar (2,4%) e demência (1,6%).

Adicionalmente, estima-se que 1165 milhões de pessoas na Europa são afetadas por uma doença ou perturbação mental anualmente. E que apenas um quarto dos doentes com perturbações mentais recebe tratamento e só 10% têm tratamento considerado adequado, completa a SPPSM.

Eis os sintomas de que algo pode estar errado. Saiba quando deve procurar a ajuda de um profissional de saúde - médico de família, psicólogo ou psiquiatra. 

1 – Sono desregulado

“Distúrbios de sono são um sintoma clássico físico de que a saúde mental de alguém pode estar a deteriorar-se", explicou o especialista Antonis Kousoulis, em declarações ao jornal britânico Metro.

Nesse sentido, pode demorar excessivamente a adormecer e também ter mais dificuldades para acordar – ambos podem ser sinais de depressão. Quando a pessoa simplesmente não tem necessidade de dormir e se contenta com pouquíssimas horas de sono, no entanto, esta pode estar em um estágio de hipomania, característica comum da bipolaridade. Ou seja: se há algum tempo que o seu sono está desregulado não ignore o problema. 

2 – Falta ou excesso de apetite

A saúde mental pode ter um impacto direto na forma como nos alimentamos. Enquanto algumas pessoas com depressão mal conseguem comer, há aquelas que comem em excesso em busca de conforto.

Apenas uma mudança no apetite de vez em quando não é, necessariamente, motivo para preocupação, mas se tal for persistente e vier acompanhado de outros sintomas desta lista, considere procurar aconselhamento médico.

3 – Perda de interesse por atividades do quotidiano

Se perdeu o interesse por atividades que antes gostava de fazer (como ler, passear ou ir ao ginásio, por exemplo) ou em estar com amigos ou familiares, desconfie. “Geralmente, tais sintomas duram apenas alguns dias, mas é importante entender os seus limites e a sua capacidade e tomar uma ação se estes mostrarem ser persistentes”, recomenda Kousoulis.

4 – Alterações na libido

A forma como nos expressamos sexualmente também revela muito sobre o nosso estado mental. A perda repentina de interesse sexual, quando a pessoa se sente sempre cansada, sem vontade ou não se acha desejável ao ponto de não suportar a ideia de ser tocada pode, sim, ser um sinal vermelho.

Em casos de mania, por outro lado, que são comuns em pacientes bipolares, o desejo sexual pode ser intenso demais, e a pessoa pode acabar por expor-se a riscos desnecessários para se satisfazer. Mudanças repentinas e significativas em qualquer direção podem sinalizar que necessita de ajuda.

5 – Dificuldades de lidar com problemas corriqueiros

A vida está repleta de problemas, e frequentemente somos testados e devemos resolver uma coisa ou outra – desde funções burocráticas até a dívidas, problemas familiares e por aí fora. Se esses stresses parecem insuportáveis, no entanto, é preciso tentar entender se deve procurar ajuda. 

6 – Dificuldades em tomar decisões

Quando não consegue decidir-se mesmo relativamente a situações ou assuntos simples, como escolher o jantar ou algo para vestir, pode ser um indicativo de ansiedade ou de algum outro problema de saúde mental, especialmente se essa dificuldade faz com que se sinta irritado e com dificuldades de concentração.

7 – Sensibilidade emocional

Se de repente se tornou uma pessoa que chora por qualquer motivo ou tem vontade de esmurrar paredes com frequência, fique atento. Quando essas mudanças de humor forem frequentes, comece a fazer uma espécie de diário e anote cada uma delas, para ter um controle mais realista da situação.

Se estiver a sofrer de depressão ou de outra perturbação do foro psicológico, tiver pensamentos auto-destrutivos ou simplesmente necessitar de falar com alguém deverá consultar um psiquiatra, psicólogo ou clínico geral.

Pode ainda contactar a organização SOS Voz Amiga (213 544 545 - 912 802 669 - 963 524 660 / Diariamente das 16h às 24h Linha Verde gratuita - 800 209 899 / Entre as 21h e as 24h). 

 

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pelo terceiro ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas 2019 para Imprensa Online. Descarregue a nossa App gratuita para iOS e Android

AdChoices
AdChoices

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon