Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Notícias de Saúde e Bem-estar

Frutas e legumes: quais os mais seguros?

Logótipo de Pais&filhos Pais&filhos 06/10/2017 buzina@motorpress.pt (Motorpress Lisboa)
alt © Fornecido por MOTORPRESS LISBOA, Edição e Distribuição, Lda. alt

Recentemente, alguns estudos científicos provaram que existe uma relação entre a exposição a pesticidas na gravidez e um risco acrescido de problemas de saúde dos bebés, com destaque para as patologias oncológicas. Mais especificamente, a investigação realizada pelo Instituto Francês de Saúde e Pesquisa Médica avança com um acréscimo de 1,4 vezes nas hipóteses dos filhos de mulheres que estiveram em contacto permanente com aqueles compostos de desenvolverem tumores cerebrais.

Durante a análise, com resultados publicados no “International Journal of Cancer”, os inseticidas usados para controlar pragas agrícolas são especialmente perigosos, já que ultrapassam mais facilmente a barreira criada pela placenta.

Sabendo-se que a produção moderna de frutas e legumes é, muitas vezes, centrada na utilização intensiva de pesticidas, a mesma instituição elencou os alimentos em que as substâncias apresentam, geralmente, valores mais baixos e que, por isso, devem ser consumidos preferencialmente durante a gestação. São eles:

  • Abacates
  • Milho Doce
  • Ananás
  • Repolhos
  • Cebolas
  • Ervilhas
  • Papaias
  • Espargos
  • Mangas
  • Beringelas
  • Meloas
  • Kiwis
  • Couves-flor
  • Toranjas

Em contrapartida, os produtos agrícolas em que habitualmente se encontram maiores níveis de pesticidas são:

  • Morangos
  • Espinafres
  • Nectarinas
  • Maçãs
  • Pêssegos
  • Aipo
  • Uvas
  • Peras
  • Cerejas
  • Tomates
  • Pimentos
  • Batata

(fonte: Pais e Filhos)

AdChoices
AdChoices

Mais da Pais&filhos

image beaconimage beaconimage beacon