Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Palacete na Foz do Porto transformado em projeto residencial de luxo

Logótipo de idealista idealista 06/09/2018 Redação
© Predibisa

O número 156 da Avenida de Montevideu, na zona da Foz, Porto, está a ser reabilitado e será a nova morada de um projeto residencial de luxo. Localizado na primeira linha de mar, este projeto de reconversão de um palacete, com obra nova, vai implicar um investimento de 18 milhões de euros, levado a cabo pela "joint-venture" Quantico-Albatross, principais investidores e assessores do Fundo Vesta Real Estate. A comercialização está a cargo da Predibisa.

Em causa está a edificação de dois blocos de apartamentos premium, numa área total de construção de 5.545 metros quadrados (m2), repartidos acima e abaixo do solo. O valor por m2 oscilará entre os 8 mil e os 10 mil euros, com as novas casas a terem um preço de venda a partir dos 2 milhões de euros.

Casas de cidade no meio do verde com vista para o mar 

Os dois novos blocos de apartamentos serão dotados de varandas e terão quatro e cinco pisos acima do solo. Por sua vez, o edifício do palacete será transformado em um ou dois apartamentos com grandes áreas, bons acessos, jardim e piscina privativos. Os espaços exteriores são também um dos pontos fortes do projeto, devido à envolvência com a natureza e destacam-se pela ampla área verde de jardim com espécies protegidas e uma vista sobre o mar.

O projeto prevê a conservação da fachada original do imóvel, mantendo o charme do estilo clássico, "adaptando-o a condições únicas de conforto, modernidade e tranquilidade", sendo que "todos os materiais, acabamentos, funcionalidades e paisagismo obedecem a padrões de luxo, assentam no detalhe e na excelência, fazendo deste um projeto habitacional premium, de grande exclusividade", anuncia a Presibisa em comunicado.

Os investidores "lançaram um convite a arquitetos de renome para explorarem o conceito, que estará fechado em breve". Nessa altura será definido o número total de apartamentos, que deverá variar entre 15 e 18, maioritariamente de grandes dimensões, tipologias T3, T4 e T5, orientados para famílias.

AdChoices
AdChoices

Mais do idealista

image beaconimage beaconimage beacon