Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Um autêntico arsenal de guerra nas mãos da polícia italiana

Um míssil ar-ar, metralhadoras, pistolas de diferentes calibres e várias armas sofisticadas. A operação antiterrorista da polícia italiana, que teve como ponto de partida grupos simpatizantes da extrema-direita que combateram ao lado de rebeldes pró-russos contra as tropas ucranianas em Donbass, foi um sucesso. Pelo menos a avaliar pelos resultados. De acordo com as imagens divulgadas, o míssil de 800 kg, é de origem catari, mas as autoridades também encontraram material de propaganda neonazi. Três pessoas foram detidas. Entre elas Fabio Del Bergiolo, ex-inspetor antifraude e ex-candidato ao Senado, em 2001 com o partido nacionalista Força Nova. Na casa de Bergiolo, na Lombardia, a polícia encontrou armas de proveniência austríaca, alemã e norte-americana. Um suíço e um italiano, que terão tentado vender o míssil, acabaram também por ser detidos perto do aeroporto de Forli. A operação, conduzida pelo Serviço Antiterrorismo de Itália e pela Divisão de Investigações Gerais e Operações Especiais (Digos) de Turim contou com o apoio da polícia de Milão, Varese, Forli e Novara.

A SEGUIR

A SEGUIR

image beaconimage beaconimage beacon