Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Dez carros que não são vendidos outros país além do Brasil

Logotipo do(a) iCarros iCarros 27/08/2018 João Brigato / Fotos: Divulgação
Dez carros que não são vendidos outros país além do Brasil © João Brigato / Fotos: Divulgação Dez carros que não são vendidos outros país além do Brasil

O mercado brasileiro é um importante berço de desenvolvimento de carros novos, especialmente para hatches compactos, SUVs e picapes. Criamos projetos que são exportados para diversos lugares do mundo e somos parte importante no desenvolvimento de carros globais. Exemplos disso são modelos como os Ford Ka e EcoSport, a picape Chevrolet S10 e o Nissan Kicks.

Leia mais:

Honda lança nova geração do Brio, o rival e Onix, Ka e HB20

Sem Onix, Chevrolet vende carros da China e Índia no México

Hyundai mostra teaser do hatch indiano mais barato que HB20

Contudo, algumas vezes projetos são desenvolvidos com o Brasil em mente e aqui permanecem de maneira quase que exclusiva. É claro que, por conta da facilidade cambial, alguns deles são também vendidos em outros países latino-americanos. Pensando nisso, selecionamos dez projetos nacionais que são vendidos no Brasil mas que nunca cruzaram a fronteira do Atlântico.

Simule as parcelas do seu próximo carro

Renault Sandero R.S.

Apesar de ter sido exaustivamente testado na Europa, onde fica o centro de desenvolvimento da Renault Sport, o Sandero R.S. é um projeto brasileiro em todos os aspectos. A importância do modelo é tanta, que foi o primeiro R.S. da Renault a ser desenvolvido fora da Europa e jamais ser vendido por lá. Uma boa compensação para nós que vimos Mégane R.S. e Clio R.S. somente por fotos e vídeos.

Hyundai HB20

De tão patriota, o Hyundai HB20 tem Brasil em seu nome: o HB nada mais é que Hyundai Brasil, enquanto o 20 tenta fazer uma ponte com o i30 e mostrar que é menor que seu irmão. Primeiro projeto desenvolvido pela divisão brasileira da Hyundai, ele marcou o início da separação da marca com a importadora CAOA, tanto que, em concessionárias onde a família HB20 (e Creta) é vendida, os importados da marca não estão presentes, e vice-versa.

Chevrolet Onix

Desenvolvido a partir de uma evolução da plataforma do Opel Corsa, o Chevrolet Onix foi criado com o brasileiro em mente. O resultado foi tão certeiro que ele é, de longe, o líder de mercado no Brasil. Fora do nosso país, a Chevrolet conta com o Sonic e o Spark como representantes no segmento de compactos.

Fiat Toro

Um dos carros brasileiros que mais causam inveja nos gringos é a Fiat Toro. Picape intermediária desenvolvida a partir da plataforma dos Jeep Compass e Renegade, a Toro encanta por seu visual ousado e pela oferta de motorização a diesel com preço mais baixo que rivais de tamanho médio. Não atoa divide a liderança do segmento de picapes com sua irmã Strada, que fico fora da lista pois já viveu algumas temporadas na Europa.

Volkswagen Virtus

Ao menos por enquanto, o Volkswagen Virtus é exclusivo do Brasil. Desenvolvido por aqui, o sedã derivado do Polo pode ganhar o mundo nos próximos anos, especialmente em mercados de baixo custo como Índia e África do Sul que vendem a geração anterior do Polo Sedan. Seguindo a receita dos sedãs brasileiros, ele teve entre-eixos esticado em relação ao hatch.

Renault Oroch

Lançada pouco antes da Fiat Toro, a Renault Oroch foi a primeira picape derivada de um SUV compacto. Preenchendo parte do enorme buraco entre as picapes pequenas e as médias, a Oroch nunca chegou ao mesmo patamar da Toro, mas encontrou seu lugar ao sol no segmento. Na Europa, uma empresa converteu alguns Duster para picape, porém sem a mesma harmonia da picape brasileira.

Citroën Aircross

Atualmente, todos os modelos da Citroën produzidos no Brasil passaram por adaptações de estilo par ao mercado nacional, mesmo em caso de modelos internacionais como C3 e C3 Picasso. O Aircross foi um caso a parte, já que foi criada uma versão aventureira da C3 Picasso, porém com estilo bastante modificado. A minivan saiu de linha mas seu irmão off-road permaneceu e ganhou um facelift que o distanciou ainda mais do modelo europeu original.

Fiat Argo

Enquanto o Palio era um projeto global com desenvolvimento encabeçado pelo Brasil, o Argo foi criado somente para o nosso mercado com o objetivo de preencher uma lacuna que a Fiat deixará aberta na Europa. Substituindo de uma vez Palio, Punto e Bravo, o Argo seguiu a receita de Onix e HB20: muitas versões, opções diversas de motor e oferta de transmissão automática.

Troller T4

Invejado pelos norte-americanos por verem no Troller T4 uma espécie de sucessor espiritual do Ford Bronco, o brasileiríssimo jipe é um dos últimos resquícios de uma montadora completamente nacional. Apesar de ter sido adquirida pela Ford e trazer muitos componentes da Ranger em sua construção, o SUV off-road feito de fibra de vidro tem uma legião de fãs fieis que não tem dó de coloca-lo na lama.

Fiat Mobi

Na Europa, a Fiat já teve uma grande oferta de carros subcompactos, com a presença dos pequeninos Seicento e Cinquecento. O tempo passou e, hoje, o único modelo de porte verdadeiramente pequeno oferecido por lá é o retrô 500. No Brasil, a Fiat aproveitou de outro projeto genuinamente nacional, o Uno, para criar seu subcompacto. O Mobi usa plataforma encurtada do Uno e alguns componentes comuns, como portas, para-brisa e partes do interior.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)

Instagram (instagram.com/icarros_oficial)

YouTube (youtube.com/icarros)

____________________________

Mais de iCarros

image beaconimage beaconimage beacon