Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Chuva causa enchentes, desabamentos e queda de árvores em SP

Logotipo do(a) Estadão Estadão 08/01/2019 Redação

Em Perdizes, na zona oeste, carros ficaram debaixo d'água © GABRIELA BILO / ESTADAO Em Perdizes, na zona oeste, carros ficaram debaixo d'água

SÃO PAULO - As fortes chuvas que atingiram a capital paulista na tarde desta terça-feira, 8, causaram desabamentos, o transbordamento de córregos e alagamento de ruas e avenidas. Houve queda de granizo em três bairros da cidade e relatos de pelo menos 130 quedas de árvores. Moradores reclamavam, na noite desta terça, de falta de luz em alguns pontos da cidade.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura de São Paulo, o Rio Aricanduva transbordou na região da Avenida Itaquera com a Avenida Aricanduva, na zona leste da cidade, às 16h20. Mais tarde, às 17h, o córrego Moinho Velho, na altura da Rua Dois de Julho, no Ipiranga, zona sul, estava prestes a transbordar.

Desde as 15 horas, o Corpo de Bombeiros registrou 44 chamados por causa de enchentes na capital e na Grande São Paulo. A corporação teve de socorrer passageiros de um ônibus que ficou ilhado na zona leste da cidade. Também foram registrados quatro desabamentos. No mais grave, na Rua Caio Prado, região central da cidade, um muro desabou, deixando três pessoas feridas. Elas foram retiradas dos escombros e levadas para o Pronto Socorro da Santa Casa.

Segundo os bombeiros, houve relatos de 130 árvores caídas na região metropolitana até as 23h30. Não havia informações, de acordo com a corporação, de pessoas atingidas, mas paulistanos relatavam, nas redes sociais, falta de luz em alguns pontos da cidade como a Vila Mariana e a Aclimação, na zona sul, Mooca e Vila Mendes, na zona leste.

Procurada, a Enel Distribuição São Paulo informou que as chuvas atingiram, principalmente, as zonas leste e norte da cidade, "afetando o fornecimento de energia em algumas ruas dessas regiões". Informou, ainda, que algumas vias estão alagadas, "o que dificulta o deslocamento das equipes da distribuidora".

De acordo com o CGE, houve queda de granizo nos bairros Consolação, no centro, Ipiranga, na zona sul, e Vila Prudente, na zona leste. O Aeroporto de Congonhas, na zona sul, registrou rajadas de vento de 66,7km/h às 17 horas. Já no Aeroporto do Campo de Marte, na zona norte, a velocidade dos ventos chegou a 42,6 km/h às 16h35.

Alagamento na Rua Aimberê, em Perdizes © GABRIELA BILO / ESTADAO Alagamento na Rua Aimberê, em Perdizes

Trânsito e previsão do tempo

Composições da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) circulavam com velocidade reduzida entre as estações Suzano e Estudantes, da Linha 11-Coral por causa de descarga elétrica no fim da tarde e início da noite desta terça-feira. E a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava 49 quilômetros de lentidão na capital às 18h30, valor abaixo da média para o horário na cidade. 

Segundo o CGE, para esta quarta-feira, 9, a previsão é de sol, calor e pancadas de chuva fortes entre a tarde e o início da noite. A temperatura continua alta - a máxima prevista é de 34ºC. Cenário parecido está previsto para quinta-feira, 10, quando a temperatura máxima pode chegar a 33°C à tarde.

Veja as notícias mais importantes do dia no seu celular com o app Microsoft Notícias. Disponível para iOS e Android. Baixe agora.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon