Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Mourão diz que determinação de Bolsonaro sobre recuo do diesel foi caso isolado

Logotipo do(a) Estadão Estadão 12/04/2019 Thaís Barcellos e Luana Pavani
© Foto: Bruno Domingos/Reuters

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou em entrevista à Rádio CBN que a determinação do presidente Jair Bolsonaro para a Petrobrás recuar do reajuste no diesel foi um caso "isolado". Mourão disse crer em bom senso e que não se repetirá a política de preços adotada do governo Dilma Rousseff (PT).

Horas depois de anunciar o aumento do preço do diesel, a Petrobrás na noite de quinta-feira (11) voltou atrás e informou que manterá "por mais alguns dias" o preço praticado desde 26 de março, quando mudou sua política de reajustes.

No mês passado, diante do risco de nova greve dos caminhoneiros, a empresa anunciou que os preços do diesel nas refinarias, que correspondem a cerca de 54% do total pago pelo consumidor, passarão a ser reajustados "por períodos não inferiores a 15 dias". Nesta quinta, exatos 15 dias úteis depois do anúncio, a Petrobrás anunciou reajuste de 5,7%. O litro passaria de R$ 2,1432 para R$ 2,2662.

Veja as notícias mais importantes do dia no seu celular com o app Microsoft Notícias. Disponível para iOS e Android. Baixe agora.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon