Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Nakagami confirma boa fase e anota 1ª pole na MotoGP em Teruel. Mir é apenas 12º

Logotipo do(a) Grande Prêmio Grande Prêmio 24/10/2020 Grande Prêmio
© Fornecido por Grande Prêmio

Takaaki Nakagami vai começar o GP de Teruel da MotoGP da primeira colocação. Na classificação deste sábado (24), o japonês tratou de anotar 1min46s882 e assegurou a primeira pole-position da carreira na categoria de elite do Mundial.

O competidor da LCR, equipe satélite da Honda, teve o contrato renovado nesta semana e vai sair apenas pela segunda vez no ano da primeira fila do grid. Com tempo 0s063 inferior, Franco Morbidelli conseguiu o segundo posto e sai do top-3 pela quarta vez no ano.

Nakagami confirma boa fase e anota 1ª pole na MotoGP em Teruel. Mir é apenas 12º
A SEGUIR
A SEGUIR

Quem completou a primeira fila no Motorland foi Álex Rins. O espanhol melhorou na última volta e, 0s273 mais lento que o ponteiro, conseguiu o terceiro posto, estreando na primeira fila em 2020.

Takaaki Nakagami larga pela segunda vez da primeira fila (Foto: Red Bull Content Pool) © Fornecido por Grande Prêmio Takaaki Nakagami larga pela segunda vez da primeira fila (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Dos postulantes ao título, Maverick Viñlaes é quem melhor se classificou ao conseguir o quarto posto, com Johann Zarco na sequência. Fabio Quartararo, vice-líder da temporada, sai em sexto. Pol Espargaró, Cal Crutchlow, Iker Lecuona e Miguel Oliveira fecham o top-10.

Nakagami confirma boa fase e anota 1ª pole na MotoGP em Teruel. Mir é apenas 12º
A SEGUIR
A SEGUIR

Líder da classificação, Joan Mir teve classificação bastante discreta no MotorLand. Com tempo de 1min51s670, 4s788 mais lento que Nakagami, o espanhol larga apenas na 12ª colocação.

Quem já começa o GP de Teruel com um revés é Andrea Dovizioso. Assim como na última semana no MotorLand, o italiano não conseguiu passar para a segunda fase da classificação e vai largar da 17ª colocação. O competidor ficou a 0s444 de conseguir uma vaga para o Q2.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP de Teruel, 12ª etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Viñales bate Nakagami por liderança do TL4

Em um sábado de sol e céu limpo, as condições em Aragão melhoraram com o passar das horas. Quando a MotoGP iniciou o quarto treino do fim de semana, os termômetros mediam 21°C, com o asfalto chegando a 30°C. A velocidade do vento era de 8 km/h.

Maverick Viñales abriu o treino livre final no topo da tabela, 0s407 à frente de Álex Rins, o único que tinha deixado os boxes com um par de pneus macios. A maioria tinha um composto médio calçado na dianteira, enquanto Bradley Smith optou por dois dos compostos médios.

Nakagami confirma boa fase e anota 1ª pole na MotoGP em Teruel. Mir é apenas 12º
A SEGUIR
A SEGUIR

Forte ao longo de todo o fim de semana, Nakagami logo assumiu o comando da atividade, 0s342 melhor que Pol Espargaró, o segundo. Álex Márquez era o terceiro, escoltado por Quartararo, Rins e Morbidelli. Viñales, porém, logo subiu para a segunda colocação, reduzindo para 0s186 a margem do japonês da LCR.

Nakagami confirma boa fase e anota 1ª pole na MotoGP em Teruel. Mir é apenas 12º
A SEGUIR
A SEGUIR

Pouco depois, no quinto giro nesta tarde, Mir foi a 1min48s366 e tomou o comando do TL4 da MotoGP com 0s023 de margem para Nakagami. Aleix Espargaró avançou para terceiro, à frente de Miller, Viñales, Álex Márquez, Pol Espargaró e Brad Binder.

Ainda na primeira metade da sessão, Francesco Bagnaia caiu na curva 12 do MotorLand, mas escapou de maiores lesões. O italiano, que vai defender o time oficial da Ducati no ano que vem, está em uma fase de performance difícil em território aragonês.

Pol Espargaró também apertou o passo e assumiu o terceiro posto, 0s025 mais lento que Mir. Aleix caiu para quarto, à frente de Miller, Viñales, Alex Márquez, Miguel Oliveira, Morbidelli e Brad Binder. Andrea Dovizioso era 13º.

Depois de uma passagem pelos boxes, Álex Márquez voltou para a pista com um pneu dianteiro duro. Por conta das baixas temperaturas, a borracha mais resistente tem passado a maior parte do tempo presa dentro dos boxes.

Calçando pneus usados, Nakagami baixou para 1min48s085 e tomou a ponta da tabela da MotoGP de Mir por 0s281. Pol e Aleix Espargaró vinham na sequência, à frente de Miller, Viñales, Cal Crutchlow, Márquez, Oliveira e Binder.

Morbidelli também conseguiu melhorar e, depois de subir para sétimo, se instalou na quinta colocação, 0s469 atrás de Nakagami. Rins baixou o tempo e agora era o oitavo.

Com apenas alguns segundos ainda no relógio, Viñales saltou para a quarta colocação. E, já com a bandeira quadriculada exibida no MotorLand, o espanhol foi a 1min47s931 para tomar a liderança de Nakagami. Mir acabou em terceiro, com Pol e Aleix Espargaró, Morbidelli, Miller, Rins, Crutchlow e Oliveira compondo o top-10.

Pol Espargaró e Zarco avançam ao Q2

A primeira fase da classificação começou com Binder na liderança, mas o piloto da KTM logo foi sucedido por Miller, que anotou 1min47s394 para abrir 0s454 de margem para Pol Espargaró. Aleix vinha em terceiro, 0s002 abaixo da linha de corte para a etapa seguinte.

Em um fim de semana difícil para a Ducati, Dovizioso tinha o quarto tempo, à frente de Zarco, Petrucci e Bagnaia. Destes, apenas Johann não tem moto do ano e usa uma Desmosedici de 2019.

Depois de uma rodada de pit-stops, Binder avançou para a quarta colocação, ainda 0s471 mais lento que Miller, que permanecia na ponta da tabela, mas agora com 0s212 de margem para Pol.

No minuto final da sessão, Dovizioso foi a 1min47s747 e pulou para a terceira colocação, 0s141 atrás da marca da degola. Logo depois, Pol Espargaró tomou a liderança de Miller, enquanto Bradl avançou para terceiro.

Restava tempo para mais uma volta, mas nem Dovi, nem Miller e nem Petrucci vinham baixando tempo. Aleix Espargaró subiu para a segunda colocação, mas acabou superado por Zarco imediatamente por 0s069 e vai largar em 13º, seguido por Miller, Binder, Bradl, Dovizioso, Bagnaia, Petrucci, Rabat e Smith.

Nakagami segura Morbidelli e é pole em Teruel

Com a temperatura ainda na casa de 21°C e a pista em 31°C, Viñales abriu a fase final do treino decisivo com a pole provisória da MotoGP, 0s231 melhor que Nakagami. Logo em seguida, porém, Rins foi 0s315 mais rápido e, com 1min47s593, assumiu o comando.

Álex, todavia, permaneceu pouco na ponta. Com 1min47s072, Nakagami recuperou o comando, 0s225 melhor que Zarco, que subiu para segundo. Crutchlow, que chegou a aparecer brevemente em segundo, também foi superado por Quartararo pouco depois e caiu para quarto.

Morbidelli apertou o passo na sequência e, 0s046 mais lento, se instalou em segundo. Rins também melhorou e ocupava a quarta colocação.

Quando os pilotos partiram para a rodada de pit-stops, o líder do Mundial era apenas o 12º. Mir tinha feito quatro voltas como a maioria dos demais, mas estava a 4s598 de Nakagami.

Instantes antes de o cronômetro zerar, Viñales subiu para a quarta colocação, 0s295 atrás de Nakagami. O piloto da LCR, porém, foi ainda melhor, chegando a 1min46s882 para assegurar a primeira pole carreira, só 0s063 melhor que Morbidelli. Rins vai fechar a primeira fila. Mir, por outro lado, não conseguiu sair do 12º posto, 0s760 mais lento que Takaaki.

LEIA TAMBÉM

Da rejeição ao conto de fadas: Álex Márquez cala críticos e mostra a que veio na MotoGP

FIM precisa de penas mais duras se quiser recuperar controle dos pilotos da Moto3

Morreu e foi substituída? Como Yamaha perde desempenho fácil e fracassa em Aragão

Contágio de Rossi e mais casos de Covid-19: como alerta vermelho já soa na MotoGP

MotoGP 2020, GP de Teruel, MotorLand, classificação

Mais de Grande Prêmio

image beaconimage beaconimage beacon