Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Em jogo de seis gols, Grêmio e Chape ficam no empate

Logotipo do(a) LANCE! LANCE! 06/08/2019 LANCE!
Everton Silveira/Lancepress! © Fornecido por Areté Editorial S.A. Everton Silveira/Lancepress!

Em jogo movimentado, Grêmio e Chapecoense encerraram a rodada do Campeonato Brasileiro com um empate por 3 a 3. O resultado deixou o Tricolor na 13ª colocação, com 17 pontos. O Verdão do Oeste é o 17º colocado, com 10 pontos.

E MAIS:

Na próxima rodada, o Grêmio visita o Flamengo, no Maracanã. Enquanto isso, a Chape encara o Ceará, na Arena Castelão.

O confronto

O duelo começou movimentado. Com apenas 11 minutos, o torcedor que compareceu a Arena viu Geromel abrir o placar a favor do Tricolor e Everaldo, em bela jogada individual, deixar tudo igual no marcador.

Com o jogo aberto, os dois times tinham espaço na intermediária e conseguiam trabalhar a bola com qualidade. Sem perder o ritmo, Everton Cebolinha recebeu uma bola fora da área, cortou para o meio e soltou um chute fraco. Tiepo foi com a mão mole e viu a pelota morrer no fundo da rede.

Diferente das partidas anteriores, a Chapecoense buscava o jogo e na bola parada chegou novamente ao empate. Camilo bateu escanteio na cabeça de Campanharo, que se aproveitou do erro de marcação gremista e estufou as redes de Paulo Victor.

Na etapa final o Grêmio tinha a posse de bola, mas não conseguia penetrar na zaga da Chape. Por outro lado, o time catarinense esperava um erro gremista para explorar o contra-ataque, que veio aos 14 minutos. Cortez falhou, a Chapecoense recuperou a bola e no cruzamento da direita Arthur Gomes escorou para o gol, 3 a 2.

Sem criatividade para fugir da retranca catarinense, o jeito do Grêmio buscar o empate era a bola área. Em duas oportunidades, a Chape escapou por pouco. Na primeira, Leonardo cabeceou e Márcio Araújo salvou com o pé. Na segunda, Tiepo saiu mal e Pepê, na sobra, bateu para fora.

A pressão do Tricolor era insuportável. Com Luan e Tardelli em campo, o jogo começou a fluir e os espaços surgiam. Aos 31 minutos, após linda troca de passes, o camisa 9 exigiu um milagre de Tiepo. Quatro minutos depois não teve jeito. O camisa 7 bateu a falta e o atacante empatou, 3 a 3.

O gol empurrou ainda mais o Grêmio para o ataque e a virada quase veio através de Everton Cebolinha. Em dois momentos, o camisa 11 fez jogada individual e deu trabalho. Na primeira, ele deixou o zagueiro no chão e carimbou o poste. Na segunda, passou por dois marcadores e parou em boa defesa de Tiepo.

Nos acréscimos o lance mais polêmico do jogo. Mauricio Ramos encostou em Kannemann e o zagueiro gremista cavou o pênalti. O árbitro foi na do argentino e apontou para a marca da cal. Após revisão do VAR, Felipe Fernandes de Lima cancelou a sua marcação e revoltou os gremistas.

GRÊMIO 3 X 3 CHAPECOENSE

Local: Arena Grêmio, Porto Alegre (RS)

Data-Hora: 05/8/2019 – 20h

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Sidmar dos Santos Meurer(MG)

VAR: Rodrigo Nunes de Sá(RJ)

Público/renda: 13.418 pagantes/R$ 410.854,00

Cartões amarelos: Alisson , Kannemann, Maicon, Geromel(GRE), Arthur Gomes, Everaldo, Emerson Cris(CHA)

Cartões vermelhos: –

Gols: Geromel (3’/1ºT) Everaldo (11’/1ºT) Everton (25’/1ºT) Gustavo Campanharo (33’/1ºT) Arthur Gomes (14’/2ºT) Diego Tardelli (35’/2ºT)

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez (Luan, aos 28/2ºT); Maicon, Pedro Henrique e Jean Pyerre (Diego Tardelli, aos 28/2ºT); Alisson (Pepê, aos 19/2ºT), Everton e André.

CHAPECOENSE: Tiepo; Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Gustavo Campanharo (Tharlis, aos 33/2ºT), Camilo, Augusto (Amaral, aos 20/2ºT) e Arthur Gomes (Kayzer, aos 24/2ºT); Everaldo. Técnico: Emerson Cris.

Mais de Lance!

image beaconimage beaconimage beacon