Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Haas sugere "decisão muito difícil" entre Grosjean e Hülkenberg para 2020

Logotipo do(a) Grande Prêmio Grande Prêmio 11/09/2019 Redação GP
© Fornecido por Grande Prêmio
Nico Hülkenberg ou Romain Grosjean? A Haas ainda está em dúvidas para decidir uma de suas vagas no grid para a temporada 2020. Vivendo seu pior ano desde a entrada na Fórmula 1, em 2016, o time americano não sabe quem assume o cockpit no próximo campeonato
 
Günther Steiner, chefe de equipe, revelou que parte da decisão está nas mãos do dono Gene Haas. Eles entendem que a decisão não é fácil, especialmente em um ano complicado do time, que somou 26 pontos e ocupa a nona posição no Mundial de Construtores.
 
"Se fosse uma decisão clara e fácil de tomar, teríamos concordado imediatamente. Não temos certeza do que é melhor, ele não tem, nem eu". Ele sempre pode me dizer o que fazer, porque tem o privilégio de financiar o time. Ele valoriza a minha opinião, então apenas discutimos como tomar a melhor decisão para o time, não a melhor para nós. O que temos agora não é ruim, mas podemos fazer melhor? O quão grande é o risco de tentar fazer melhor e não caminhar na direção correta?", comentou Steiner em entrevista à revista ‘Autosport’.

Com 8 pontos e em 17º no Mundial de Pilotos, Grosjean está na Haas desde o ano de fundação, mas não vive grande temporada, com resultados pouco relevantes e vários problemas de confiabilidade. Steiner garante que uma análise “corrida a corrida” não será fator determinante para manter o franco-suíço no time.
 
"É isso o que quero enfatizar: não vamos julgar o Romain corrida a corrida. É claro que ele precisa de um bom resultado, é claro que ele sabe o que ajuda e o que não ajuda. É mais sobre o que estamos para decidir com o futuro do time, esta é a grande decisão. Conhecemos o Romain muito bem. Se ele tiver um fim de semana ruim, não significa que ele será fantástico no próximo", disse.
 
"Precisamos agora tomar uma decisão para o time, de onde queremos ir. O que é melhor? Continuar com o que temos ou apostar em algo novo? A experiência dele é muito valorizada, mas como eu disse, é uma decisão mais sobre onde queremos levar o time", seguiu.
Apesar da dúvida, o chefe revelou que não tem pressa para fazer a escolha. Nico Hülkenberg está sem vaga no grid após a Renault optar pela entrada de Esteban Ocon no seu lugar para 2020.
 
"Não tem desespero para acertar. O mercado não está se movimentando muito neste ano, não tivemos grandes negociações. É bem difícil decidir o que fazer, por isso demora um pouco. Conhecemos o Romain muito bem e vejo o que o Hülkenberg faz, então, é mais sobre quem se encaixa melhor no esquema do time do que apostar em corrida a corrida", concluiu.
 
Repetir vídeo

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Vídeo: Bandidos! Presidente critica conselho do Cruzeiro por polêmica (Perform)

Repetir vídeo

Mais de Grande Prêmio

image beaconimage beaconimage beacon