Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Os destaques na agenda da Olímpiada de Tóquio

Logotipo do(a) Folha de S.Paulo Folha de S.Paulo 3 dias atrás
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 20.05.2015 - Inauguração dos anéis olímpicos no parque de Madureira. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress) © Fornecido por Folha de S.Paulo *ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 20.05.2015 - Inauguração dos anéis olímpicos no parque de Madureira. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

Quinta-feira (22)

Depois da conquista do ouro no Rio-2016, o futebol masculino brasileiro reencontra a Alemanha, rival na última final, às 8h30. Sem Neymar, o veterano Daniel Alves, de 38 anos, é o líder do Brasil nesta edição. O jogo pelo ouro está marcado para 7 de agosto.

Sexta-feira (23)

A cerimônia de abertura da Olimpíada acontecerá das 8h às 11h30. Assim como nos demais eventos, não haverá público local nem estrangeiro.

O handebol masculino brasileiro começa sua trajetória contra a Noruega, às 21h. Uma hora mais tarde, o país faz sua estreia no vôlei de praia, com Alison e Álvaro. Às 23h, é a vez de Ágatha e Duda pisarem na areia.

O vôlei masculino estreia contra a Tunísia, às 23h05. Com três ouros, incluindo o da edição de 2016, no Rio de Janeiro, a seleção sonha com a final do dia 7 de agosto.

A disputa da ginástica artística tem início às 22h, com o masculino. A distribuição de medalhas ocorre a partir do dia 26. Simone Biles, dos Estados Unidos, é grande candidata a estrela da Olimpíada.

O taekwondo tem suas primeiras lutas classificatórias às 22h. Na noite do Japão, às 8h30 de Brasília, começa a distribuição de medalhas da modalidade, que terá suas categorias em ação até o dia 27.

Os combates eliminatórios do boxe terão início às 23h, algo que se repetirá por oito dias. As lutas que valerão medalhas serão realizadas entre 2 e 8 de agosto.

Com início às 23h, o judô apresentará duelos por oito dias. Atletas de diferentes categorias, os 13 brasileiros lutarão por lugares no pódio até dia 31 de julho.

Individual e duplas do tênis entram em quadra a partir de 23h. Os campeões sairão na virada do mês, entre 30 de julho e 1º de agosto. Sem Serena Williams, Rafael Nadal e Roger Federer, que desistiram, os holofotes deverão ficar sobre a japonesa Naomi Osaka, Novak Djokovic e o bicampeão olímpico Andy Murray.

Sábado (24)

As regatas da vela começam à 0h e vão até 4 de agosto em oito categorias. Com dois ouros olímpicos, Robert Scheidt é novamente um dos favoritos.

O pugilista cubano Julio Cesar La Cruz, é um dos destaques do boxe na catetoria pesada, que começa às 2h12. O boxe vai até o último dia de competições, em 8 de agosto.

Pela segunda rodada do futebol feminino, a seleção brasileira encara a Holanda, às 8h.

As baterias classificatórias da natação têm seus primeiros tiros às 7h02. Os 26 brasileiros pularão na água para, quem sabe, comemorar as vitórias que podem render medalha nos oitos dias seguintes.

O surfe deve estrear na Olimpíada às 19h. Isso se o mar de Tsurigasaki colaborar. As baterias poderão durar até dia 28 ou se estender até o início de agosto, se necessário.

Outro esporte em sua estreia olímpica, o skate street começa às 21h e, entrando na madrugada, já entrega suas medalhas. Primeiro os homens, com Nyjah Huston, dos Estados Unidos, como favorito. No dia seguinte, poderá ser a vez da brasileira Pamela Rosa confirmar seu favoritismo.

O handebol feminino brasileiro inicia sua trajetória contra as russas às 21h.

Sem equipe feminina ou masculina classificada, o Brasil só assiste ao melhor do basquete na Olimpíada às 22h. A modalidade terá decisões em 7 e 8 de agosto.

Além de Simone Biles, favorita em seus aparelhos, a ginástica artística feminina apresenta às 22h as brasileiras Flávia Saraiva e Rebeca Andrade.

Mais de Folha de S.Paulo

Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
image beaconimage beaconimage beacon