Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Guia para utilizar papéis de parede

Logotipo do(a) Casa.com.br Casa.com.br 07/07/2021 Redação
– © Reprodução/the spruce

Além de um refúgio particular e local de descanso, neste último ano a casa tornou-se um espaço para trabalho, estudo e lazer. Por isso, cresceu a preocupação em deixar cada cantinho mais bonito e confortável, de preferência de maneiras fáceis e acessíveis.

A sala de estar, em tons leves, ganha destaque com o papel de parede escuro, que também lembra aço corten em algumas partes. Papel de parede do tipo vinílico | Projeto PB Arquitetura © Henrique Ribeiro/Casa.com.br A sala de estar, em tons leves, ganha destaque com o papel de parede escuro, que também lembra aço corten em algumas partes. Papel de parede do tipo vinílico | Projeto PB Arquitetura

Seguindo tais necessidades, a instalação de papéis de parede, dos mais variados modelos, tem se mostrado uma alternativa interessante. O escritório PB Arquitetura, dos arquitetos Priscila e Bernardo Tressino, tem um carinho especial por esse tipo de material e irá mostrar um guia útil para contribuir na decoração.

Instalação sem erros

  Todo o romantismo neste quarto de adolescente. Papel de parede do tipo vinílico | Projeto PB Arquitetura © Henrique Ribeiro/Casa.com.br Todo o romantismo neste quarto de adolescente. Papel de parede do tipo vinílico | Projeto PB Arquitetura

Antes da colocação do papel de parede, é preciso verificar se a parede está em condições adequadas para receber a nova roupagem, principalmente se o papel escolhido for o mais comum do mercado (feito de celulose). No geral, a parede deve ser lisa, sem ondulações, buracos, descascados ou texturas, além de ter recebido um fundo de tinta branca, que servirá como uma espécie de base neutra.

– © Reprodução/Country Living

É muito importante também ter cuidado com eventuais problemas de umidade, que precisam ser eliminados com impermeabilizante antes do início do processo, para não danificar o papel de parede depois de instalado.

O lavabo também recebeu papel de parede estampado, do tipo vinílico, que combinou com a bancada em pedra | Projeto PB Arquitetura © Henrique Ribeiro/Casa.com.br O lavabo também recebeu papel de parede estampado, do tipo vinílico, que combinou com a bancada em pedra | Projeto PB Arquitetura

Com relação à instalação, muita gente costuma se arriscar na forma caseira, porém a dupla de arquitetos indica a supervisão e instalação com profissionais especializados “Alguns modelos exigem mais prática, principalmente nas emendas entre as faixas, para dar continuidade perfeita ao desenho. No caso de erros de instalação, há o risco de o resultado final não ficar tão bonito”, ressalta Bernardo.

Veja também

Decoração

  – © Reprodução/the spruce

Basta criatividade na hora de escolher onde usar o material. “Os papéis de parede podem ser aplicados em combinação com outros materiais no décor do mesmo ambiente, como tintas, revestimentos e texturas. Também é possível utilizar mais de um papel de parede numa composição especial. Tudo vai depender do gosto pessoal do morador”, recomenda Priscila.

Papel de parede de estampa marcante para valorizar o décor | Projeto PB Arquitetura © Henrique Ribeiro/Casa.com.br Papel de parede de estampa marcante para valorizar o décor | Projeto PB Arquitetura

Tipos de Papel de Parede

Simples/Comum

  – © Love Property/Reprodução

Feito de celulose, é o mais barato e fácil de encontrar, porém também é o mais frágil e com menor vida útil, podendo rasgar ou manchar com maior facilidade. Além disso, precisa que a parede esteja sem nenhuma imperfeição.

Vinílicos

São super resistentes, podem ser limpos com pano úmido, não mancham e nem rasgam de forma tão fácil. Tem uma ampla gama de cores e estampas que agradam todos os gostos, estilos e bolsos.

Papel de parede que imita cimento queimado. Papéis do tipo vinílico | Projetos PB Arquitetura © Henrique Ribeiro/Casa.com.br Papel de parede que imita cimento queimado. Papéis do tipo vinílico | Projetos PB Arquitetura

TNT

Sua sigla significa “Tecido não Tecido”. Consiste em um material feito com poliéster e celulose, bem mais resistente e durável, que pode ter exposição à umidade. Também pode ser instalado em paredes com irregularidades leves.

Fibras Naturais

Como a palha e a mica, por exemplo, que dão textura às paredes, são super charmosas, mas mais caras que o papel simples ou o vinílico, por exemplo.

Ambientes

  O cantinho de estudos também conta com um visual bem clean. Papel de parede do tipo vinílico | Projeto PB Arquitetura © Henrique Ribeiro/Casa.com.br O cantinho de estudos também conta com um visual bem clean. Papel de parede do tipo vinílico | Projeto PB Arquitetura

No caso do papel de parede comum, sua utilização fica mais restrita para ambientes internos sem exposição à água, umidade ou vapor. Já os vinílicos e TNTs possuem uma gama maior de ambientes que podem recebê-los, inclusive cozinhas e banheiros. Porém, é recomendado sempre pedir orientação a um profissional da área para avaliar o melhor tipo para cada uso e situação específica.

Mais de Casa.com.br

image beaconimage beaconimage beacon