Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Autor confesso do assassinato de mestre de capoeira tem prisão preventiva decretada

Logotipo do(a) Estadão Estadão 11/10/2018 Yuri Silva
mestre moa do katende © Facebook Mestre Moa do Katende

SALVADOR - O barbeiro Paulo Sérgio Ferreira de Santana, de 36 anos, autor das 12 facadas que mataram o mestre de capoeira e ativista cultural negro Romualdo Rosário da Costa, 63, conhecido como Moa do Katendê, teve a prisão em flagrante transformada em preventiva nesta quarta-feira, 10, em audiência de custódia. 

A decisão de manter o barbeiro preso foi do juiz Horácio Pinheiro. O magistrado considerou que havia "prova de existência do crime" e "indício suficiente de autoria". O assassino confesso será encaminhado para o presídio de Salvador, na Mata Escura, onde vai aguardar o julgamento.

A polícia informou que a faca usada no crime foi encontrada na casa do barbeiro. Ele já estava preso desde o dia do crime. Paulo Sérgio admitiu que uma discussão política foi a motivação do crime que ele cometeu na madrugada desta segunda-feira, 8, em um bar na Avenida Vasco da Gama, próximo ao Dique do Tororó, em Salvador.

Uma discussão entre ele, que votou e defendeu o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, à Presidência, e o dono do bar, apoiador de Fernando Haddad (PT), foi o estopim para o fato. De acordo com os depoimentos, o mestre de capoeira, que também optou pelo petista nas eleições 2018, entrou na discussão criticando Bolsonaro.

O acusado, que segundo a polícia havia ingerido bebida alcoólica, foi em casa e voltou com uma peixeira, que usaria para golpear a vítima. Ele confessou ter atingido as costas e o pescoço do capoeirista.

Um primo do mestre de capoeira, que tentou defender ele do ataque a facas, também foi ferido. Germinio Pereira tem 51 anos e foi atingido no braço e socorrido por transeuntes para o Hospital Geral do Estado (HGE), que fica nas imediações. Ele teve alta hospitalar nesta quarta-feira.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon