Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Conselho do MP abre processo contra Deltan por críticas ao STF

Logotipo do(a) VEJA.com VEJA.com 23/04/2019 Guilherme Venaglia
O procurador da república Deltan Dallagnol © Rovena Rosa O procurador da república Deltan Dallagnol

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu, por dez votos a quatro, abrir um processo disciplinar contra o procurador da República Deltan Dallagnol. O coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná vai responder por uma entrevista à rádio CBN, de agosto de 2018, quando afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) “manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”.

Na entrevista, Dallagnol comentava a decisão do STF de enviar parte das citações ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas delações de executivos da Odebrecht para a Justiça Eleitoral. A crítica do procurador é direcionada “aos três mesmos de sempre”, os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, que votaram a favor do envio.

“Os três mesmos de sempre do Supremo Tribunal Federal que tiram tudo de Curitiba e mandam tudo para a Justiça Eleitoral e que dão sempre os habeas corpus, que estão sempre se tornando uma panelinha assim… que mandam uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”, disse Dallagnol, na entrevista. O processo do CNMP foi aberto após reclamação de Dias Toffoli.

Para o relator, Luiz Fernando Bandeira de Mello, a conduta de Dallagnol enseja a punição de censura. É uma punição mais grave que a de advertência, mas ainda menos grave que as de suspensão e demissão, que só seriam aplicados em caso de reincidência. O procurador será ouvido ainda antes de uma decisão no caso.

Vídeo: Prédio balança durante terremoto nas Filipinas (BuzzVideos)

A SEGUIR
A SEGUIR

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Mais de Veja.com

image beaconimage beaconimage beacon