Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Escaladora na Serra do Cipó cai e resgate leva 14 horas

Logotipo do(a) Go Outside Go Outside 11/05/2020 Redação
© Fornecido por Go Outside

Uma escaladora na Serra do Cipó precisou de um resgate difícil no último fim de semana. Uma mulher de 31 anos, praticante de escalada, foi resgatada, na madrugada de sábado para domingo (10), pelos Bombeiros, na Serra do Cipó, na região metropolitana de Belo Horizonte, após sofrer uma queda durante a prática esportiva.

>> Siga a Go Outside no Instagram

Ela escalava com uma amiga, que acionou o resgate. Por telefone, a amiga que pediu o resgate declarou que não sabia de que altura a escaladora tinha caído, informou apenas que ela ainda estava consciente, mas com sangramentos no ouvido e na boca.

O acidente foi na região da cachoeira Rio das Pedras, e as equipes demoraram quase 15 horas para fazer o resgate. Segundo os bombeiros, as buscas percorreram praticamente toda a madrugada por causa da dificuldade de acesso. O local era uma ravina – uma espécie de cânion – e ficava a uma distância de 38 km do Aeródromo da Serra do Cipó, única área possível para que se fizesse o pouso da aeronave.

+ Serra do Cipó: destino obrigatório para quem curte escalada
+ A potência da nova geração de escaladores no Brasil
Uma técnica de tirolesa precisou ser executada devido a complexidade da retirada. De acordo com os bombeiros, a vítima apresentava o grau de consciência moderado e muitas escoriações pelo corpo. Por volta das 3h da madrugada de domingo, uma Unidade de Resgate encaminhou a mulher para o Hospital de Hospital de Pronto Socorro (HPS) João XXIII, em Belo Horizonte, de helicóptero. 

Mais informações sobre o estado de saúde da escaladora na Serra do Cipó não foram divulgados.

O post Escaladora na Serra do Cipó cai e resgate leva 14 horas aparece primeiro no Go Outside.

Mais de Go Outside

image beaconimage beaconimage beacon