Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Média móvel volta a subir após 52 dias e Brasil registra 2.215 mortes por covid em 24h

Logotipo do(a) Estadão Estadão 11/06/2021 Felipe Resk

O Brasil registrou 2.215 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa divulgados nesta sexta-feira, 10. Ainda de acordo com o balanço, a média móvel de novos casos e mortes voltou a subir após 52 dias em tendência de queda.

Com as novas perdas, o País chegou a 484.350 vítimas de coronavírus desde o início da pandemia. Na média semanal, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, o índice está em 1.912 - um aumento de 4% em comparação a 14 dias atrás. A última vez que o País havia registrado alta no indicador foi no dia 20 de abril

Pacientes são intubados em UPAs, mas qualidade do procedimento não é a mesma de uma UTI © Amanda Perobelli/Estadão Pacientes são intubados em UPAs, mas qualidade do procedimento não é a mesma de uma UTI

Foram notificadas, ainda, 86.061 novas infecções no Brasil. Na soma total, são 17.301.220 casos da doença. Por sua vez, a média móvel também voltou a mostrar tendência de alta, com 65.609 novos diagnósticos, ou 8% maior se comparado a duas semanas anteriores.

Nesta semana, a Fiocruz alertou que o atual cenário da pandemia no Brasil é de “alto risco”, com estabilização do número de novos casos em patamares muito altos e elevada taxa de transmissão do Sars-CoV2. A menos 20 Estados e o Distrito Federal, bem como 17 capitais, apresentam taxas de ocupação hospitalares iguais ou superiores a 80%. Essa combinação, dizem os especialistas, “demanda atenção e prudência” nos próximos dias.

De acordo com o consórcio, São Paulo continua registrando um número alto de mortes pelo coronavírus e, nas últimas 24 horas, teve 651 vítimas. Outros seis Estados também superaram a barreira de 100 óbitos no dia: Minas Gerais (270), Rio de Janeiro (267), Rio Grande do Sul (133), Paraná (133), Bahia (127) e Goiás (113).

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h.

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho do ano passado, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Nesta sexta, o Ministério da Saúde informa que 15.718.593 pessoas se curaram da doença é há 1.093.290 em recuperação.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon