Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Treinamento de vigilância para índios pode ter custado a vida de indigenista

Os repórteres Vinicius Valfré e Wilton Junior percorrem o Vale do Javari. Com nióbio, potássio, manganês e óxido de tântalo, o território indígena voltou a atrair a cobiça internacional. Por trás do trabalho de ensinar matises, kanamaris, mayorunas, kulinas e marubos a operar uma parafernália tecnológica que muitos nunca tinham visto está o indigenista Bruno Pereira, desaparecido desde o último dia 5. A pedagogia foi inspirada na técnica de trabalhar com desenhos que os Médicos Sem Fronteiras usam para ensinar procedimentos a tribos da África.

A SEGUIR

A SEGUIR

image beaconimage beaconimage beacon