Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Mulher envia 65 000 mensagens para rapaz após encontro e é indiciada

Logotipo do(a) Veja São Paulo Veja São Paulo 14/05/2018 Da Redação
mulher-presa-mensagens-01 © Veja SP mulher-presa-mensagens-01

Jacqueline Ades, de 31 anos, foi presa em Phoenix, nos Estados Unidos, na terça (8). A mulher foi indiciada por contravenção após ameaçar, intimidar, perseguir e assediar um rapaz. Depois de um encontro, a jovem enviou 65 000 mensagens para o homem. Nos textos, ela fazia ofensas racistas e o ameaçava.

Jacqueline, no entanto, defende que não perseguiu o rapaz — ela disse que estava apenas apaixonada por ele. “Ele é a minha alma gêmea“, argumentou a mulher em uma entrevista feita dentro da prisão.

Eu senti como se tivesse conhecido a minha alma gêmea e que nós faríamos o que todas as outras pessoas fazem. Nós nos casaríamos e tudo ficaria bem“, contou a mulher. Ao ser questionada se ela se considera “maluca”, Jacqueline respondeu: “Não, eu sou a pessoa que descobriu o amor“.

A mulher foi presa após aparecer no escritório onde o rapaz trabalha, fingindo ser a mulher da vítima e portando uma faca.

Após a condenação, a mulher revelou por que enviou milhares de mensagens para o rapaz após um único encontro: “Se você continua se entregando, e não para de se entregar, mesmo se você não está recebendo nada em troca, você acabará recebendo muito. Quando você encontra o amor, nem tudo é perfeito. Eu o amo“. Ao ser questionada se ela deixaria a vítima em paz após a condenação, respondeu que sim. “Se ele quiser. Se ele quiser que eu vá para a cadeia, então eu devo ir para a cadeia“.

Jacqueline e a vítima, que não foi identificada, se conheceram em um site de relacionamentos em 2017. O homem disse que a mulher chegava a mandar 500 mensagens por dia para o seu telefone. Ele entrou em contato com a polícia duas vezes em 2017 após perceber que a jovem, que se diz maquiadora profissional, havia estacionado o carro na frente da casa dele. Os policiais atenderam a denuncia e acompanharam a mulher para fora da área onde o rapaz mora.

No mês passado, a vítima notou a presença de Jacqueline em sua casa após ver as câmeras de segurança. Ele acionou a polícia novamente, e oficiais encontraram a mulher de 31 anos tomando banho na banheira do homem. Ao revistar o carro da mulher, encontraram uma faca de açougueiro no banco do passageiro. Nas mensagens, Jacqueline ameaçava o rapaz: “Você pode fazer o que quiser, mas não tente me deixar. Eu vou te matar, mas eu não quero ser uma assassina“, dizia.

Após ser levada pela polícia, Jacqueline disse que não tinha a intenção de machucar o homem e que apenas mandou as mensagens ameaçadoras porque o amava e tinha medo que ele a abandonasse. Após admitir que seu comportamento foi “maluco”, a mulher está sendo mantida sem fiança e deve aparecer no tribunal nesta terça (15).

As informações são do The Daily Mail.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!


Siga o MSN no Facebook

Mais em Veja São Paulo

image beaconimage beaconimage beacon