Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Em 2018, 137 jornalistas sofreram agressão ou ameaça ao cobrir eleição

Logotipo do(a) VEJA.com VEJA.com 08/10/2018 Da Redação
Jornalista vítima de agressão por militantes de Bolsonaro no Recife – 7/10/2018 © JC Imagem Jornalista vítima de agressão por militantes de Bolsonaro no Recife – 7/10/2018

Do início deste ano até o primeiro turno das eleições, em 7 de outubro, 137 jornalistas em todo o país foram agredidos ou ameaçados enquanto trabalhavam na cobertura do processo eleitoral. O número consta de um levantamento feito pela Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo).

Do total de casos, 62 se referem a agressões físicas e 75 a ataques e ameaças pela internet.

O caso mais recente ocorreu na tarde deste domingo (7), no Recife. Segundo o “Jornal do Commercio”, uma jornalista de 40 anos que não teve o nome divulgado por questões de segurança e que presta serviço para a empresa foi agredida e ameaçada de estupro ao sair de um local de votação no bairro de Campo Grande, na zona norte da cidade.

Segundo relato feito pela vítima à polícia, um dos agressores vestia uma camiseta do candidato Jair Bolsonaro (PSL). Eles carregavam uma barra de ferro e fugiram depois que um carro que passava pela rua buzinou. O ataque ocorreu por volta das 14h, na rua Franklin Távora.

Ela disse que foi agredida após ter sido identificada como jornalista. Com hematomas no rosto e cortes no braço, foi encaminhada ao IML (Instituto Médico Legal) para exame de corpo de delito depois de registrar um boletim de ocorrência. A polícia vai tentar identificar os agressores com base em imagens de câmeras de segurança.

O Sinjope (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco) e a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) afirmaram, em nota sobre o caso, que a “violência contra jornalistas representa gravíssimo ataque à liberdade de expressão e à liberdade de imprensa” e classificaram o ataque como “inaceitável”.

Todos os casos de agressão e ameaça a profissionais da imprensa compilados pela Abraji podem ser conferidos aqui.


Mais de Veja.com

image beaconimage beaconimage beacon