Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Crianças imigrantes com menos de 5 anos são devolvidas aos pais nos EUA

Logotipo do(a) RFI RFI 12/07/2018 RFI

Os Estados Unidos afirmaram nesta quinta-feira (12) que conseguiram devolver a suas famílias os menores de cinco anos que cruzaram a fronteira ilegalmente e que foram considerados “aptos” a serem entregues. Dezenas de crianças da mesma faixa etária ainda permanecem no limbo, dois dias após a data limite imposta pela justiça para a resolução do problema.

Uma juíza federal ordenou, em meio a vários protestos, que todos os menores de cinco anos fossem devolvidos a suas famílias até o dia 10 de julho. O prazo para as crianças acima dessa idade era até 26 de julho.

Mas das 103 crianças menores de cinco anos contempladas pela ordem judicial, só 57 foram devolvidas a seus pais “por cumprirem os requisitos estabelecidos pela lei”, enquanto 46 foram consideradas "inelegíveis", apontou o Departamento de Segurança Nacional (DHS).

© Fournis par RFI

Entre os 46 que ainda seguem sob proteção do governo, 22 estão nessa situação por causa do antecedente criminal de seus responsáveis – onde constam crimes como assassinato, crueldade infantil, tráfico de pessoas ou violência doméstica – e 24 porque os adultos não “reuniam as condições necessárias para recebê-los”.

“Trump cumpre o que o povo quer”

A política migratória de Donald Trump levou à prisão de todos os adultos que entraram no país sem autorização e à separação dos menores que os acompanhavam. Cerca de 3.000 crianças foram conduzidas a abrigos e casas de acolhimento em todo o país.

"O povo americano deu a este governo um mandato para acabar com a anarquia na fronteira, e o presidente Trump cumpre sua promessa de fazer exatamente isso", indicaram em uma declaração conjunta a secretária do DHS, Kirstjen Nielsen, o secretário de Saúde, Alex Azar, e o procurador-geral, Jeff Sessions.

"Os procedimentos de investigação minuciosos de nossas agências ajudaram a impedir que as crianças fossem reunidas com um suposto assassino, um adulto condenado por crueldade infantil e indivíduos que não eram seus pais", acrescentaram.

----------------------

Vídeo: Trump visita Grã-Bretanha pela 1ª vez como presidente dos EUA (Via Reuters)

MAIS DE RFI

image beaconimage beaconimage beacon