Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Faturamento de site de armas dos EUA sobe 309% com o coronavírus

Logotipo do(a) IstoÉ Dinheiro IstoÉ Dinheiro 19/03/2020 Da redação
O aumento no registro de vendas de armas nos EUA subiu graças ao medo das pessoas com a crise do coronavírus no país © AFP/Arquivos O aumento no registro de vendas de armas nos EUA subiu graças ao medo das pessoas com a crise do coronavírus no país

As vendas de armas de fogo nos Estados Unidos aumentaram durante a pandemia do coronavírus. Segundo site norte-americano Ammo, o faturamento saltou 309% desde que a Covid-19 começou a se espalhar pelo país.

Segundo a CNN, o Ammo registrou aumento de 77% nas visitas ao portal entre os dias 26 de fevereiro e 15 de março. Em comparação com as três primeiras semanas de fevereiro, o aumento no volume de vendas foi de 222% em todo o território norte-americano.

+ Otan insiste em aumento de gastos militares, apesar da crise do coronavírus

+ EUA aprova plano de ajuda social de US$ 100 bi por coronavírus

“O mundo nunca viu nada assim e as pessoas querem ter certeza de que estão preparadas para o que está por vir, seja escassez de alimentos, fechamento do governo ou pior” disse um porta-voz da Ammo à CNN. O Estado do Texas lidera a lista de maiores compradores de armas e munições na Ammo.

Os modelos mais populares vão desde uma metralhadora AR-15, passando por armas menores como o Taurus P2 111 G2C. Na Ammo, as balas calibre .40 das pistolas Smith & Wesson cresceram 645% no total de vendas, se tornando o item mais popular do site.

Mais de IstoÉ Dinheiro

image beaconimage beaconimage beacon