Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Jovem inglesa com síndrome rara morre de ‘velhice’ aos 18 anos

Logotipo do(a) Catraca Livre Catraca Livre 22/07/2021 Redação
© Reprodução/Facebook Phoebe Louise Smith

Uma jovem inglesa do condado de West Sussex, na Inglaterra, morreu de ‘velhice’, no último sábado, 17, pouco tempo após completar 18 anos. Ashanti Smith lutava contra uma doença rara que a fez envelhecer precocemente. Apesar da pouca idade, ela aparentava ter mais de 100 anos.

Segundo o Daily Mail, a cada ano que vivia, a jovem envelhecia oito anos. Ela tinha progeria, ou síndrome Hutchinson-Gilford, que se trata de um distúrbio genético raríssimo que acontece de forma aleatória.

Os sintomas são graves, como o envelhecimento precoce, a perda de peso, de cabelo, artrite, insuficiência cardíaca e osteoporose.

Phoebe Louise Smith, mãe da adolescente, prestou homenagem para a filha em suas redes sociais. “A vida de Ashanti foi uma alegria. Mesmo que a progéria afetasse sua mobilidade, ela não afetou mais nada”, lamentou. “Todos amavam e adoravam aquela menina. Ela tocou muito o coração deles com sua força de vontade”.

Posted by Phoebe Louise Smith on Saturday, October 24, 2009


Video: Adolescente torna-se a pessoa mais jovem a dar a volta ao mundo (KameraOne)

A SEGUIR
A SEGUIR

No aniversário de 18 anos, a jovem inglesa ainda conseguiu comemorar com as amigas em um pub perto de casa. Segundo a mãe de Ashanti, “ela ficou tonta e adorou”.

Ela sofria com dificuldades para se mover, mas pedia para ser tratada normalmente e recusava qualquer tratamento diferenciado por ser portadora da síndrome rara.

Uma das amigas da jovem inglesa, Kayleigh Cartwright, também lamentou a morte precoce: “A condição dela não a afetou [mentalmente] em nada. Ela era apenas normal. Ela era como qualquer outra criança”.

Seu último dia de vida começou normalmente, a mãe da jovem contou ao Daily Mail que a filha foi passear no parque e começou a se sentir mal. Por isso foi levada de volta para casa, mas não resistiu. Segundo Phoebe, as últimas palavras de Ashanti foram: “Mãe, eu te amo. Você tem que me deixar ir”.

Veja também: Garota de 12 anos com doença rara vira melhor amiga de levantador de peso

Mais de Catraca Livre

image beaconimage beaconimage beacon