Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Líderes do G7 debatem plano histórico contra pandemias

Logotipo do(a) IstoÉ IstoÉ 12/06/2021

No segundo dia do encontro dos líderes do G7 em Carbis Bay, na Cornualha, no Reino Unido, o grupo pretende fazer um progresso histórico neste sábado (12) com a discussão sobre um plano contra futuras pandemias.   

A cúpula presidida pelo governo britânico foi retomada nesta manhã, e a expectativa é de que sejam realizadas três sessões dedicadas à flexibilidade, políticas externa e de saúde e vacinas. Todos os debates terão como pano de fundo a reconstrução pós-Covid.   

A previsão é de que nesta noite os líderes anunciem um plano global coordenado de combate às próximas pandemias, que inclui, entre outras coisas, a redução do tempo de pesquisa e desenvolvimento de uma vacina de 300 para 100 dias.   

Em sua conta no Twitter, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, escreveu que a “declaração de Carbis Bay” proposta pelo G7 para prevenir futuras pandemias é um “momento histórico”.   

“Com este acordo, as principais democracias do mundo se comprometerão a evitar que uma pandemia global volte a acontecer, para que a devastação causada pela Covid-19 nunca se repita”, afirmou.   

O debate sobre a saúde global contará com os quatro países convidados para a reunião: Índia, Austrália, África do Sul e Coreia do Sul, além do secretário-geral da ONU, António Guterres, e do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus.   

A declaração, que segue a doação anunciada de 1 bilhão de vacinas anti-Covid entre 2021 e 2022 para os países pobres, inclui um compromisso com maior compartilhamento de dados de saúde, aumento de testes genômicos capazes de detectar variantes de vírus e apoio à reforma e fortalecimento do papel da OMS.   

Até domingo (13), os chefes de estado e de governo da Alemanha, França, Itália, Reino Unido, Canadá, Japão e Estados Unidos devem continuar as discussões para garantir os meios para o G7 ajudar a conter a crise provocada pelo novo coronavírus Sars-CoV-2.   

Rainha Elizabeth II – Ontem (11), a rainha Elizabeth II recebeu os líderes do G7 e seus acompanhantes em uma recepção formal em um parque ambiental de Cornualha. A monarca posou para fotos ao lado dos demais líderes no complexo de estufas Projeto Éden, um espaço onde são recriados diversos climas do planeta.   

Na primeira fila do grupo é possível ver Elizabeth II ao lado de Johnson e do presidente da França, Emmanuel Macron, enquanto que o líder dos Estados Unidos, Joe Biden, e a chanceler alemã, Angela Merkel aparecem nas laterais. (ANSA)

Mais de IstoÉ

image beaconimage beaconimage beacon