Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Sri Lanka bloqueia redes sociais após atentados com bombas

Logotipo do(a) Poder360 Poder360 21/04/2019 Poder360
Como ficou uma das igrejas atingidas pelas bombas em Kotchikade © Reprodução Como ficou uma das igrejas atingidas pelas bombas em Kotchikade

As autoridades do Sri Lanka bloquearam o acesso do país às redes sociais após explosões em 3 hotéis de luxo, 3 igrejas e uma pensão neste domingo (21.abr.2019). Ao menos 207 pessoas e 450 ficaram feridas, segundo jornais locais.

Após a série de atentados, o país bloqueou o acesso ao Facebook e ao WhatsApp.

Em uma breve declaração, o secretário da Presidência do país, Udaya Seneviratne, disse que o governo “decidiu bloquear temporariamente sites de mídia social, incluindo o Facebook e Instagram”, em 1 esforço para conter “notícias falsas”.

O bloqueio fez parte de uma ordem mais ampla de toque de recolher. A previsão é que as redes sociais sejam liberadas novamente na manhã desta 2ª feira (22.abr).

O primeiro-ministro do Sri Lanka, Ranil Wickremesinghe, descreveu as explosões como 1 “incidente terrorista”.

A ONG britânica NetBlocks, que monitora a disponibilidade da internet nos países, os moradores do Sri Lanka estão sem acesso ao Facebook, Instagram, YouTube, WhatsApp e SnapChat, entre outras plataformas.

_______________________________

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Mais de Poder360

image beaconimage beaconimage beacon