Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Vilarejo italiano próximo a vulcão amanhece sob camada de cinzas

Logotipo do(a) AFPAFP 04/07/2019 afp.com
Bombeiros removem cinzas do porto de Ginostra © Giovanni ISOLINO Bombeiros removem cinzas do porto de Ginostra

O vilarejo de Ginostra, localizado aos pés do vulcão Stromboli, amanheceu nesta quinta-feira sob uma camada de cinzas e quase vazio, um dia após uma violenta erupção, que provocou a morte de um turista.

O vulcão permanece em atividade, mas os especialistas acredita que o pior momento já passou, após duas grandes explosões na parte centro-sul da cratera na tarde de quarta-feira.

O Stromboli, considerado um dos vulcões mais ativos do planeta e frequentemente em erupção desde 1932, registrou na quarta-feira uma de suas atividades mais fortes no século.

Na quarta-feira à noite, 70 pessoas foram retiradas de Ginostra, a localidade mais afetada, e mil turistas embarcaram nas lanchas rápidas que ligam o vilarejo com a costa da península. Alguns abandonaram os documentos e malas na ilha.

Cinzas cobrem o mar de Ginostra © Giovanni ISOLINO Cinzas cobrem o mar de Ginostra

A erupção provocou a morte de Massimo Imbesi, um siciliano de 35 anos, fã de fotografia, que fazia uma excursão ao lado de um jovem brasileiro que acabara de conhecer.

As equipes de emergência acreditam que Imbesi provavelmente ficou preso com a queda de várias rochas e foi asfixiado pelo gás.

O jovem brasileiro sobreviveu, mas estava desidratado e em estado de choque.

A turística ilha vulcânica de Stromboli, com uma área de 12,6 quilômetros quadrados, tem 500 habitantes e atrai muitos visitantes durante o verão.

__________________________

Vídeo: Caminhão cai de ponte em cima de fábrica química (KameraOne)

A SEGUIR
A SEGUIR

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

image beaconimage beaconimage beacon