Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Fachin autoriza investigação sobre suspeita de caixa 2 contra Onyx

Logotipo do(a) Reuters Reuters 5 dias atrás
Futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em Brasília © Reuters/ADRIANO MACHADO Futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em Brasília

Baixe o app Microsoft Notícias e fique atualizado sobre as notícias mais importantes para você. Disponível para iOS e Android.

(Reuters) - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin acatou pedido da Procuradoria-Geral da República para abertura de investigação contra o futuro ministro da Casa Civil do governo Jair Bolsonaro, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), e outros parlamentares por trechos de delações premiadas de executivos do grupo J&F sobre episódios de caixa 2 entre 2010 e 2014.

Fachin afirmou em sua decisão, com data de segunda-feira e divulgada nesta terça, que há "necessidade de autuação de casos e autoridades especificados pelo titular da ação penal como feitos autônomos para as necessárias e ulteriores deliberações", e que os procedimentos a serem instaurados devem ser submetidos "à livre distribuição entre os ministros integrante da corte (STF), à míngua de ocorrência de qualquer causa de modificação de competência".

No pedido encaminhado ao STF, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu que investigações contra Onyx e outros nove parlamentares permaneçam na corte e que sejam autuadas como petições autônomas para a continuidade das investigações.

No caso de Onyx, a procuradora-geral pediu que sejam investigados supostos episódios envolvendo caixa 2 nos anos de 2012 e 2014 que constam de planilhas entregue por delatores da JBS, processadora de carne controlada pelo grupo J&F.

(Reportagem de Ricardo Brito)

__________________________________

Vídeo: Trump presta homenagens a George H.W. Bush (Via AFP)

A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de Reuters

image beaconimage beaconimage beacon