Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Cristiano Ronaldo na mira da Justiça

Logótipo de Tribuna Tribuna 21/12/2018 Tribuna Expresso

O português chega a acordo e será julgado por fraude fiscal em janeiro em Espanha. Condenado a dois anos de prisão, que não precisam ser cumpridos, CR7 terá de pagar 18,8 milhões de euros. É possível que o jogador participe na audiência por videoconferência

Tribuna © Alberto Lingria Tribuna

O imbróglio com o fisco espanhol parece estar, finalmente, perto do fim. A Audiência Provincial de Madrid anunciou esta quinta-feira que o julgamento de Cristiano Ronaldo está marcado para o dia 21 de janeiro, apenas por uma questão burocrática. O craque português já havia alinhado um acordo com o fisco e a justiça espanholas. Segundo informações da agência de notícias "EFE", o jogador será condenado a dois anos de prisão, mas não precisará cumpri-los, estando sujeito somente ao pagamento de 18,8 milhões de euros.

O julgamento foi agendado para às 9h50 (8h50 em Lisboa), de acordo com fontes ligadas ao caso. A agência de notícias informou ainda que sessão será de um dia, quando o jogador deverá reconhecer a fraude e aceitar a punição.

CR7 foi acusado de quatro crimes fiscais, que teriam ocorrido entre 2011 e 2014, época em que defendia as cores do Real Madrid. Ainda não se sabe se o português irá comparecer presencialmente à audiência ou se participará no ato através de videoconferência.

A autoridade tributária espanhola acusava o futebolista de uma fraude de 14,7 milhões de euros na tributação dos seus direitos de imagem. Se não houvesse acordo, o valor a pagar pelo jogador poderia aumentar até seis vezes e atingir os 100 milhões de euros. O fisco espanhol havia rejeitado a proposta de acordo do português, que tinha oferecido 14 milhões de euros ao fisco, e a entidade exigiu a totalidade da fraude, ou seja, 28 milhões.

O atacante, eleito cinco vezes o melhor do mundo, não foi o primeiro jogador a cair na malha fina do fisco espanhol. Outros jogadores a selarem um acordo com a justiça do país foram Radamel Falcao, Javier Mascherano, Luka Modric, Ángel Di María e Marcelo.

Ronaldo fechou o ciclo com os merengues depois de nove temporadas e acertou a transferência para a Juventus em julho deste ano. O contrato de CR7 no clube italiano será de quatro anos, válido até junho de 2022.


Veja também: 'A primeira coisa que me chocou foram os votos do João'

A SEGUIR
A SEGUIR

AdChoices
AdChoices

Mais de Tribuna

image beaconimage beaconimage beacon