Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mais de um quinto dos apartamentos está à venda há mais de um ano

Logótipo de Expresso Expresso 29/10/2019 Vítor Andrade

A média de imóveis residenciais vendidos por cada mediadora cai de 11 para 9, nos primeiros seis meses do ano, quando comparado com igual período de 2018

© Expresso

Em Setembro de 2019, cerca de 22,5% dos apartamentos à venda nos principais portais imobiliário em Portugal estavam no mercado há mais de um ano, sendo que este indicador ascende a 37,5% quando se analisa o segmento de moradias para venda.

Os dados, revelados esta terça-feira pela consultora imobiliária Imovendo revelam ainda que, a entrada de novos produtos no mercado (novos anúncios disponibilizados nas principais plataformas online) é inferior a 15% no caso dos apartamentos e não chega sequer a 8% no caso das moradias.

“Este dado é tanto mais sintomático da escassez de produto para oferta, quanto parte destes anúncios não refletem necessariamente novos imóveis no mercado, mas apenas novas angariações de imóveis já no mercado a serem inseridas por diferentes empresas de mediação imobiliária. E este é um dos motivos pelos quais, o ajustamento em baixa do preço dos imóveis em Portugal será necessariamente lento”, sublinham os analistas daquela consultora.

A Imovendo revela ainda na sua análise mais recente que, em setembro, passou a haver mais mil empresas de mediação imobiliária do que no período homólogo (setembro de 2018), registando um número recorde nacional de 7.112 empresas em atividade (mais 14,3% do que há apenas 12 meses).

Este crescimento exponencial do número de empresas resulta, segundo a Imovendo, de três grandes fatores: desde logo, à gradual legalização de profissionais que atuavam enquanto gestores de imóveis; depois, porque o carácter apelativo do imobiliário continua a suscitar interesse e, por último, porque se assiste à fragmentação e atomização das empresas de mediação imobiliária tradicionais, em entidades cada vez mais pequenas e alavancadas na tecnologia.

Avaliado aquele indicador [do número de empresas no mercado] com o do número de transações realizadas em Portugal, é possível constatar, segundo a Imovendo, que a média de imóveis residenciais vendidos por cada empresa cai de 11 para 9, nos primeiros seis meses do ano, quando comparado com igual período de 2018.

AdChoices
AdChoices

Mais do Expresso

image beaconimage beaconimage beacon