Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Família de jovem bósnia agredida em Besançon expulsa de França

Logótipo de EuronewsEuronews 26/10/2020
© SEBASTIEN BOZON/AFP or licensors

Julgados em França por "violência contra menores", os pais e os tios que espancaram e raparam o cabelo de uma adolescente bósnia que se queria casar com um jovem sérvio foram deportados da cidade de Besançon para Sarajevo.

O caso remonta a agosto e provocou indignação nacional. Céline Parly, a advogada da vítima, diz que foi feita justiça em nome de quem vive situações idênticas: "Penso que a vítima ficou aliviada porque a sua voz foi ouvida, o que é bastante importante para todas as vítimas. Ao mesmo tempo estamos a falar do pai, da mãe, do tio e da tia, o que também é, naturalmente, complicado para ela neste sentido."

Catherine Bresson, advogada de defesa dos pais da vítima, acrescentou: "Os meus clientes não vão interpor recurso. Assumem a responsabilidade. Acreditam que o veredicto é justo e acertado. Se quiserem regressar a França dentro de cinco anos, a decisão permitir-lhes-á encentar os procedimentos necessários para voltar. Se as autoridades francesas rejeitarem, não poderão voltar, mas pelo menos a porta permanece aberta. Em relação à vítima, a solução também é acertada porque um dia poderá ver os pais em França."

A SEGUIR
A SEGUIR

Na sexta-feira, os pais e os tios da vítima foram condenados pela justiça francesa a um ano de prisão, com quatro meses de pena suspensa.

O tribunal também interditou os pais da jovem de 17 anos de entrarem em território francês nos próximos cinco anos. A adolescente ficará entregue aos cuidados dos serviços de assistência social.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon