Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

PSD vai chamar Medina e Santos Silva ao Parlamento, diz Rui Rio

Logótipo de Expresso Expresso 10/06/2021 Expresso

Em conferência de imprensa, o líder do PSD afirmou que ainda há muitas perguntas por responder quanto ao envio de informação pessoal de ativistas russos à Rússia por parte da Câmara de Lisboa, e que há “urgência” em esclarecer o caso “durante a próxima semana”. Depois de tudo explicado, o erro “poderá levar à demissão de Medina”, acrescentou

Rui Rio, presidente do PSD © RUI MINDERICO/LUSA Rui Rio, presidente do PSD

Rui Rio garantiu esta quinta-feira que o grupo parlamentar do PSD “vai apresentar um requerimento no sentido de chamar Fernando Medina à Assembleia da República”, para que o autarca de Lisboa responda a todas as questões relacionadas com a partilha de informações pessoais de ativistas russos em Portugal à embaixada russa, por parte da autarquia da capital.

Além disso, o líder do PSD disse também que o partido vai também chamar ao Parlamento Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, para que o governante possa “avaliar esta situação” e apontar “procedimentos a adotar para termos a certeza que isto nunca mais acontece em Portugal”. O PSD vai ainda votar a favor de todos os requerimentos de outros grupos parlamentares que tenham o objetivo de esclarecer o que aconteceu, adiantou ainda. Rio sugeriu também que a Provedoria de Justiça analisasse a situação, que teve lugar em janeiro e foi noticiada esta quarta-feira pelo Expresso.

Confrontando com as declarações de Carlos Moedas, candidato do PSD à Câmara de Lisboa que pediu a demissão de Medina, Rui Rio respondeu que “depois de tudo esclarecido, poderá levar à demissão". No entanto, ao contrário do seu candidato, o líder do PSD não defendeu que Medina deveria demitir-se “amanhã”. “Essa é uma pergunta que deve ser feita a Fernando Medina, ele lá sabe o nível de responsabilidade que tem.”

De qualquer forma, Rio diz que o caso tem de ser esclarecido com “urgência” - já “durante a próxima semana”. Garantiu ainda que o erro da CML tem consequências reputacionais na imagem de Portugal lá fora, e pediu para que todos se pusessem “no lugar destas pessoas”, que ficaram em “posição de perigo” a partir do momento em que a embaixada russa recebeu as suas informações pessoais.

AdChoices
AdChoices

Mais do Expresso

image beaconimage beaconimage beacon