Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Cabeceiras, Celorico e Mondim de Basto com centro conjunto de testes

Logótipo de Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto 07/04/2020 Lusa

As câmaras de Cabeceiras, Celorico e Mondim de Basto criaram um modelo conjunto que vai permitir, a partir da próxima semana, a recolha itinerante de testes à covid-19, segundo informou hoje fonte autárquica.

As câmaras de Cabeceiras, Celorico e Mondim de Basto criaram um modelo conjunto que vai permitir, a partir da próxima semana, a recolha itinerante de testes à covid-19, segundo informou hoje fonte autárquica. © REUTERS/Craig Lassig As câmaras de Cabeceiras, Celorico e Mondim de Basto criaram um modelo conjunto que vai permitir, a partir da próxima semana, a recolha itinerante de testes à covid-19, segundo informou hoje fonte autárquica.

De acordo com informação da Câmara de Cabeceiras de Basto, no distrito de Braga, aquele modelo de centro de rastreio é "pioneiro a nível nacional" e partiu da iniciativa dos três municípios, que o propuseram à tutela.

"O plano apresentado mereceu concordância da Administração Regional de Saúde do Norte e estará pronto a arrancar já no próximo dia 13 de abril", refere a autarquia, indicando que o modelo vai permitir "a presença de uma equipa de colheita, durante os cinco dias da semana, com uma gestão racional de tempo e recursos".

A equipa laboratorial vai percorrer os três concelhos, em datas previamente acordadas, para proceder à recolha dos testes.

Os centros de rastreio, que trabalharão no contexto do Serviço Nacional de Saúde, funcionarão de segunda a sexta, de forma alternada, garantindo duas manhãs e duas tardes em Cabeceiras e Celorico. Mondim contará com o centro uma manhã e uma tarde por semana.

"Os resultados, após análise, são depois enviados diretamente ao utente e às autoridades de saúde pública usando os mecanismos adequados", informa-se no comunicado.

Cabe a cada um dos municípios envolvidos assegurar o espaço onde funcionarão os centros de rastreio e os meios materiais, humanos e técnicos para o seu funcionamento.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 75 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito na terça-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 345 mortes, mais 34 do que na véspera (+10,9%), e 12.442 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 712 em relação a segunda-feira (+6%).

Dos infetados, 1.180 estão internados, 271 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 184 doentes que já recuperaram.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas 2019 para Imprensa Online. Descarregue a nossa App gratuita para iOS e Android

AdChoices
AdChoices

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon