Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ex-diretor da Judiciária Militar aponta o dedo à PGR

O ex-diretor da Polícia Judiciária Militar diz que se sentiu desconsiderado pela procuradora-geral da República no Caso de Tancos, em Julho de 2017. Numa nova sessão do julgamento, Luís Vieira afirmou que Joana Marques Vidal se limitou a informar que a Judiciária militar tinha sido afastada da investigação e que nem sequer o quis ouvir.
image beaconimage beaconimage beacon