Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sem Trump no boletim de voto, multiplicam-se as cópias do líder republicano

Logótipo de Expresso Expresso 07/10/2022 Ricardo Lourenço

Candidatos afetos a Donald Trump espalham teses conspirativas em campanha, mas mesmo assim seguem favoritos. O futuro da democracia americana joga-se nas intercalares de novembro, apesar do relativo desinteresse da opinião pública, com uma exceção

© ERIK S. LESSER, EPA

A maioria dos candidatos republicanos às eleições intercalares de 8 de novembro não acredita na validade dos resultados das presidenciais de 2020. Paulina Luna, por exemplo, favorita na corrida a um dos 435 lugares na Câmara dos Representantes, assegura que o software usado na contagem de votos “favoreceu” o democrata Joe Biden.

Mark Finchem, candidato a secretário de estado do Arizona, elemento do governo local com a competência de supervisionar o processo eleitoral, promete lutar por legislação que permita ao congresso estadual anular os votos de qualquer sufrágio “suspeito”.

Para ler este artigo na íntegra clique aqui

AdChoices
AdChoices

Mais do Expresso

image beaconimage beaconimage beacon