Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

“A Guerra dos Tronos” vence Emmy de Melhor Série Dramática

Ao contrário de outras edições, o nome de uma das maiores séries de culto não foi ouvido muitas vezes nesta cerimónia dos prémios Emmy. Apenas duas: "A Guerra dos Tronos" recebeu o galardão da Melhor Série Dramática do ano. Peter Dinklage, "Tyrion Lannister", foi o único ator a vencer na categoria de representação para que estava nomeado, Melhor Ator Secundário numa Série Dramática. Quando subiu ao palco para receber o prémio, Diklage lembrou que tem "muita sorte por fazer parte de uma comunidade que nada mais é do que tolerância e diversidade, porque em nenhum outro lugar poderia estar num palco como este." "A Guerra dos Trono", ao final de oito temporadas, conquistou 59 estatuetas entregues pela Academia de Televisão dos Estados Unidos. Outra das grandes vencedoras da noite foi Jodie Comer, a Villanelle em Killing Eve. Jodie ganhou a estatueta de melhor atriz de série dramática e celebrou a conquista com Sandra Oh, com quem contracena na série e que também estava nomeada para este prémio. Billy Porter, protagonista de Pose, arrecadou o galardão de Melhor Ator de Série Dramática. Phoebe Waller-Bridge venceu o Emmy para Melhor Atriz numa Série de Comédia e Melhor Escrita para uma Série de Comédia, com Harry Bradbeer a levar a estatueta de Melhor Realização numa Série de Comédia por "Fleabag". Phoebe Waller-Bridge garante que "é realmente maravilhoso e tranquilizador, que uma mulher com uma mente suja, perversa, zangada e conturbada possa chegar ao Emmys, então muito obrigada." Nas categorias de Minissérie ou Filme para Televisão, "Chernobyl", levou os prémios mais cobiçados, vencendo Melhor Escrita para Minissérie ou Filme e Melhor Realização em Minissérie ou Filme, além de Melhor Minissérie.
image beaconimage beaconimage beacon