Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Espanhóis preocupados com o custo de novas eleições

Espanha caminha resignada rumo às quartas eleições legislativas em quatro anos e entre os espanhóis reina um sentimento de frustração. Não só pela incapacidade que os vários partidos têm mostrado na hora de formar governo, mas também pelos elevados custos que todos estes jogos políticos custam ao Estado. O orçamento eleitoral ronda os 180 milhões de euros, feitas as contas já foram gastos mais de 700 milhões. Apesar da recente reforma eleitoral ter tentado limitar os custos, o escrutínio de 10 de novembro custará mais de 175 milhões de euros, a maior parte (140M) será gasta na logística eleitoral mas é preciso contar com uma fatia para os partidos (32M) e indemnizações para os deputados (3,5M). Os espanhóis não estão satisfeitos. Mariana Ruyo é uma doméstica sem papas na língua: "Não gosto do que se está a passar, com estas eleições vamos gastar dinheiro que devia ser gasto em hospitais e escolas... Vão gastar este dinheiro todo para quê? Estas eleições vão ser mais do mesmo, ninguém vai conseguir a maioria absoluta. Vão ter de se unir. Como? Como tiver de ser, isso é óbvio." Óbvio para todos... menos para a classe política. Faltam menos de dois meses para os espanhóis voltarem às urnas mas dificilmente é desta que geram o consenso necessário para um governo.
image beaconimage beaconimage beacon