Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Open Arms. Organização humanitária rejeita transportar 107 migrantes para o porto de Maiorca

Continua o impasse em relação aos 107 migrantes que se mantêm a bordo do navio humanitário Open Arms. Espanha disponibilizou-se para permitir o desembarque num porto espanhol, mas a organização humanitária que os resgatou pede que o transporte dos migrantes seja feito por via aérea ou num outro barco com melhores condições. Rejeitada a hipótese de os 107 migrantes serem transportados para o porto de Algeciras, a Espanha disponibilizou-se para receber o navio da organização Open Arms em Maiorca. Mas a resposta da ONG foi a mesma. Já o fundador da Open Arms reafirma que os migrantes não estão condições de fazer uma viagem de quase três dias, num barco com 45 anos e que as próprias autoridades consideraram recentemente que não era adequado. O Governo espanhol diz não entender a postura da Open Arms e garante que está tudo pronto para receber os migrantes. O ministro do Interior italiano Matteo Salvini permitiu o desembarque de 27 menores, na ilha de Lampedusa, mas recusa receber os restantes, postura que Madrid condena. Desesperados, os 107 migrantes maioritariamente africanos continuam a apenas 800 metros de terra firme italiana à espera de uma solução diplomática.
image beaconimage beaconimage beacon