Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Portugal tem dos melhores indicadores de saúde mas SNS enfrenta novos desafios

Quarenta anos depois, o Serviço Nacional de Saúde enfrenta novos e complexos desafios: desde de as limitações orçamentais ao aumento da esperança de vida. Todos concordam que é um modelo reconhecido no mundo mas ninguém esconde algumas desilusões. Desde 2014 mais de 2160 clínicos pediram certificados para exercer no estrangeiro. Só no primeiro semestre do ano pediram 386, três vezes mais que no ano passado. Para a privada perdem-se outros tantos. Em alerta para o desgaste na enfermagem, Duarte Gil correu em junho quase 400 quilómetros. Dez etapas, dez hospitais e com entrega de um manifesto na Assembleia da Republica. É enfermeiro especialista do São João há 12 anos e ganha 1000 euros por mês. Estima que estejam a sair 13 colegas por dia do SNS, com descontentamento extensível também a técnicos de diagnóstico e assistentes operacionais. Para o histórico cirurgião Gentil Martins a degradação progressiva do serviço público é lamentável. Mas apesar das fragilidades o Serviço Nacional de Saúde português continua a ser um modelo mundialmente reconhecido. Portugal aumentou a esperança média de vida em mais de 10 anos. de 71 para mais de 81. Reduziu drasticamente a mortalidade infantil de 26 mortes por mil nascimentos para abaixo de três. E a materna de 42 por cada 100 mil nascimentos para menos de 10. O sonho de António Arnaut mudou Portugal.

A SEGUIR

A SEGUIR

Mais Vídeos

Desporto

SIC Notícias

RTP

image beaconimage beaconimage beacon