Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Recados" políticos depois de semana de protestos na Catalunha

No rescaldo de uma das mais violentas noites de protesto foi possível ver um rasto de destruição no centro de Barcelona. Este sábado de manhã, o ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska, garantiu que a situação na Catalunha está sob controlo mas fez um pedido urgente ao Presidente Comunidade Autónoma. "O que o presidente Torra deve fazer urgentemente é reunir e convergir todos os catalães, porque o que temos aqui é um problema de coexistência na Catalunha. Ele deve ter em mente que é o Presidente de todos os catalães e o que deve fazer é sentar-se com todos eles e restabelecer a coexistência", declarou. As últimas noites de protestos noturnos violentos originou ferimentos em inúmeras dezenas de polícias, os quais o ministro visitou num hospital da cidade condal. Mas se Fernando Grande-Marlaska tem um recado para Quim Torra... Quim Torra tem um recado para o primeiro ministro de Espanha. "Finalmente, Instamos o governo espanhol em exercício a abrir o diálogo para encontrarmos uma solução politica e democrática", anunciou Quim Torra. Por seu lado, o primeiro-ministro, Pedro Sanchez, exigiu a Quim Torra para condenar a violência da última semana. Depois das pacíficas e apelidadas "Marchas da Liberdade", que mobilizaram meio milhão de pessoas na sexta-feira, manifestantes violentos entraram de novo em confrontos com a polícia, não só em Barcelona, mas também em Tarragona, Girona e Lérida.
image beaconimage beaconimage beacon