Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sindicato continua "na expectativa" de nova reunião

Pedro Pardal Henriques, porta-voz do sindicato dos motoristas de matérias perigosas, aponta para a importância do plenário de domingo, mas continua a dizer que as propostas da ANTRAM "impostas" à FECTRANS e SIMM continuam a não ser suficientes. Em declarações aos jornalistas a partir do piquete de Aveiras de Cima, o responsável notou a mudança de discurso do responsável da ANTRAM, André Matias de Almeida. "Ficámos muito felizes e queremos partir para este processo de mediação, desde que o processo de mediação tenha bases bem definidas", acrescentou. Pedro Pardal Henriques salienta que o sindicato continua "na expectativa" de ser contactado pelo Governo a qualquer momento. Algumas das reinvindicações destacadas por Pardal Henriques dizem respeito aos "horários de trabalho e aos rendimentos tributados". Questionado sobre a questão salarial fica para trás, o responsável refere que a questão será falada primeiro em plenário com os trabalhadores. Sindicato não descarta recorrer à justiça O porta-voz do sindicato admitiu que poderia recorrer à justiça para "responsabilizar todos aqueles que violaram as leis" nesta greve. "Estamos a estudar todas as consequências de tudo aquilo que aconteceu durante o pré-aviso de greve e agora durante a greve e iremos pedir à justiça portuguesa para responsabilizar todos aqueles que violaram as leis", disse Pedro Pardal Henriques. O sindicato está "a estudar todas as ilegalidade" e poderá pedir à justiça a responsabilização de "todos aqueles que nã ocumpriam aquilo que deveriam ter cumprido, apontou, sem fazer referência direta ao Governo.

Mais Vídeos

Desporto

SIC Notícias

RTP

image beaconimage beaconimage beacon